WhatsApp clonado – Bandidos usam nome de restaurante para aplicar golpe

WhatsApp clonado – Bandidos usam nome de restaurante para aplicar golpe

Ter o WatsApp clonado tem se tornado cada vez mais recorrente no Brasil. Em Cuiabá um homem de 36 anos teve seu aplicativo WhatsApp clonado nessa segunda-feira (18) após receber uma ligação de uma pessoa se passando por funcionário do restaurante Talavera, localizado no Bairro Santa Rosa, em Cuiabá, oferecendo pratos de forma gratuita.

Segundo relato da vítima, a ligação aconteceu por volta das 16h30. Como era um restaurante que costumava frequentar, a vítima acreditou na história contada pelo golpista, de que o “brinde” era em função da pandemia.

A pessoa, no entanto, pediu que a vítima enviasse um código que havia recebido em seu celular para confirmar a participação na “promoção”. O que ela fez, mesmo achando a ligação inusitada.

O golpista ainda deu a instrução para a vítima ligar no número que o havia ligado para fazer o pedido gratuito quando quisesse.

Cerca de dois minutos após desligar a ligação, o homem recebeu uma mensagem avisando que seu WhatsApp estava sendo utilizado por outro aparelho, não mais no seu.

Um fator que contribui para o aumento nos casos de golpe é o desconhecimento dos usuários quanto a normas básicas de segurança do WhatsApp. Muitos repassam, ser saber, para criminosos o código de autenticação do mensageiro que dá acesso aos chats privados. Entenda a seguir como funciona o processo de clonagem do aplicativo e saiba como se proteger de invasores e recuperar WhatsApp clonado.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

PRIMAVERA DO LESTE GANHA FAIXAS DE PEDESTRES EM 3D PARA ‘FORÇAR’ PARADA DE MOTORISTAS

Uma iniciativa adotada em vários países com o objetivo de reduzir atropelamentos, como China, Índia, Geórgia e Islândia, chegou ao Brasil. A prefeitura de Primavera do Leste-MT, contratou dois grafiteiros

Polícia

Paciente denuncia ter sido estuprada por enfermeiro em UTI do Hospital Municipal

Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher. A vítima, de 45 anos, percebeu que foi violentada sexualmente e

Notícias 0 Comentários

PROTESTO DE TAXISTAS CONTRA O UBER E O VITIMISMO DA CIDADE DE PEDRA

Na tarde desta terça-feira (8) enquanto os vereadores estavam reunidos para discutir a “ “ordem do dia”, aproximadamente 200 taxistas compareceram na câmara de vereadores de Rondonópolis para reivindicar providências