WELLINGTON FAGUNDES PRESSIONOU POR PROPINA DO MT INTEGRADO, DIZ SILVAL

WELLINGTON FAGUNDES PRESSIONOU POR PROPINA DO MT INTEGRADO, DIZ SILVAL

Em sua delação premiada feita junto ao Ministério Público Federal (MPF) sobre fraudes e desvios nas obras de pavimentação asfáltica de 2 mil quilômetros de rodovias no programa MT Integrado, lançado em 2013, com orçamento de R$ 1,5 bilhão, o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) disse que foi pressionado pelo senador Wellington Fagundes (PR) para ser beneficiado com propina desse programa.

Na época, o secretário da então Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu), atual Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), era Cinésio Nunes de Oliveira, indicado político de Wellington Fagundes.

Por conta da pressão, Silval Barbosa afirma que autorizou Cinésio Nunes a fazer repasses de propina ao senador com dinheiro oriundo dos contratos com empreiteiras que realizavam as obras da Secretaria de Transportes e Pavimentação.

Conforme o ex-governador, poucas eram as empresas ligadas ao MT Integrado que deixavam de pagar propina. Silval afirma que muitas delas faziam acordos paralelos com membros do governo ou até mesmo com deputados estaduais, por meio de caixa dois de campanha eleitoral para serem beneficiadas no programa, que teria sido fraudado desde a fase de licitação, passando pela fiscalização até a execução.

No quesito fiscalização, as fraudes teriam contado com apoio de cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que teriam exigido propina de R$ 53 milhões para não interferir no programa.

Outro lado

Por meio de nota, o senador Wellington Fagundes afirmou desconhecer o teor das informações prestadas por Silval Barbosa ao MPF e que só irá se manifestar depois que tiver acesso às informações.

Confira a nota na íntegra:

O senador Wellington Fagundes desconhece o teor das afirmações do ex-governador à Justiça e irá se posicionar quando tiver acesso à delação premiada. E destaca que todas as doações recebidas para campanha constam em prestação de contas devidamente aprovada pela Justiça Eleitoral.

Assessoria de Imprensa

Senador Wellington Fagundes – PR/MT

 

REDAÇÃO COM GAZETA DIGITAL

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

SELMA ARRUDA TERIA “USADO DINHEIRO PÚBLICO PARA ATOS DE FILIAÇÃO DO PSL”, DIZ REVISTA

Por Eduardo Barretto A senadora Selma Arruda, do PSL de Mato Grosso, usou verba do Senado para participar de atos de filiação do partido no estado. Arruda foi a três

Destaques 0 Comentários

FUNDAÇÃO COM CONTRATOS DE R$ 500 MIL APRESENTOU EDITAL COM ERROS EM RONDONÓPOLIS

A Fundação Universidade Federal de Mato Grosso, responsável pela organização do concurso público para fiscais, procurador jurídico e economista e do processo seletivo para agentes comunitárias de saúde e agente

Polícia 0 Comentários

Polícia Civil recupera mais uma carga de alto valor em defensivos agrícolas

Mais uma carga de defensivos agrícolas roubada, com alto valor de mercado, foi apreendida pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (10.10), em outra ação de combate a crimes de roubo e

1 Comentário

  1. Juninho
    agosto 28, 19:32 Responder

    Seno o senador Fagundes isso não mi suprende isso era de espera .

Deixa uma resposta