VILMAR PIMENTEL QUER A DEMISSÃO DO SECRETÁRIO E DETONA MILTON MUTUM

VILMAR PIMENTEL QUER A DEMISSÃO DO SECRETÁRIO E DETONA MILTON MUTUM

O Primeiro secretário da Câmara de vereadores de Rondonópolis Vilmar Pimentel (SD), é conhecido por disparar sua “metralhadora giratória” em seus discursos na tribuna da câmara, volta e meia lá está ele tacando fogo, seja correligionário, colegas parlamentares ou até mesmo o prefeito que é de seu partido. Vilmar não poupa ninguém.

A pouco tempo atrás desfilava pela câmara com uma pasta embaixo do braço, que tinha a figura de uma caveira, e que segundo informações guardam documentos de um “dossiê” que pode ser usado a qualquer momento. Apelidado de “Senhor Encrenca” por colegas parlamentares, o vereador Vilmar já se envolveu em mais encrencas do que apresentou projetos e fiscalizações, que é a função do parlamentar.

Na sessão ordinária da quarta-feira (16), o vereador, mirou em um novo alvo, pediu da tribuna a saída de Milton Luiz de Araújo mais conhecido como Milton Mutum, que ocupa a pasta do Desenvolvimento Econômico.

“Esse secretario joga contra cidade, contra a abertura de empresas, contra a abertura de posto de trabalho, contra o trabalhador, coloque uma pessoa a altura que vai fazer a cidade crescer…”

A questão é que o secretário Milton Mutum é o elo entre o empresariado, investidores e o prefeito, com experiência de ex-vereador tem aliado a diplomacia e interesse contínuo em projetos de interesse econômico para a cidade, suas ações muitas vezes repercutem em outras pastas, que não necessariamente o desenvolvimento econômico, pois a articulação de convênios e parcerias sempre tem sua participação.

Ao que parece o vereador tem opinião contrária e gostaria de indicar outro nome para ocupar a pasta, este pode ser o motivo da revolta contra o secretário de desenvolvimento econômico. Uma vez que é de conhecimento que muitos vereadores, barganham o apoio ao Prefeito com objetivo de indicar apadrinhados para ocupar cargos de comissão, muitos desses indicados não possuem qualquer qualificação técnica para seus respectivos cargos, a não ser o renomado curso de “Aspone” – Assessor de Porra Nenhuma.

Assista ao Vídeo:

Redação

Compartilhe: