VEREADORES DERRUBAM VETO DE PÁTIO E MANTÊM PROJETO QUE AUMENTA FISCALIZAÇÃO PARA CONTRATADOS DA PREFEITURA

VEREADORES DERRUBAM VETO DE PÁTIO E MANTÊM PROJETO QUE AUMENTA FISCALIZAÇÃO PARA CONTRATADOS DA PREFEITURA

Os vereadores derrubaram por 17 votos favoráveis e apenas dois contra, o veto do prefeito Zé do Pátio (SD), ao Projeto de Lei substitutivo nº 001 de autoria do vereador Thiago Muniz (PPS). O PL versa sobre a Câmara Municipal de Rondonópolis fiscalizar e autorizar à adesão de ata de registro de preço para a contratação de pessoal, conforme preceitua a Lei Orgânica do Município no seu artigo 28 e seguinte.

Thiago Muniz destaca que o projeto colabora com a transparência, fiscalização e bom uso do dinheiro público. “As pessoas cada vez mais tem observado o trabalho dos seus legisladores locais, e nós como seus representantes temos o poder de fiscalizar o Executivo e colaborar para a contratação de pessoas qualificadas para o serviço público”, explicou.

De acordo com o projeto, o Executivo Municipal, autarquias e economias mistas ficam autorizadas a aderirem atas de registros de preços para contratação de pessoal, desde que haja prévia autorização legislativa.

Para o vereador, muitos projetos do legislativo estão sendo vetados e acredita que o prefeito deveria valorizar mais o trabalho dos vereadores.

 

ASSESSORIA

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Brasil

PF faz operação contra pagamento de propina a policiais no Rio

As investigações da Polícia Federal descobriram que um grupo de empresários, do ramo de saúde, pagava uma espécie de mensalinho, no valor de R$ 5 mil, para que delegados federais

Notícias 0 Comentários

QUEM SERÁ O NOVO PRESIDENTE DA CODER?

O PSDB está 80% fechado com o governo Zé Carlos do Pátio em Rondonópolis, esta é a informação que vem de Cuiabá, no entanto Wilson Santos e o governador Pedro

Destaques

Recuperados do Covid-19 no Brasil chega a 5 milhões

O Brasil já registra quase 5 milhões de pessoas curadas da Covid-19. Já são 4.998.408 brasileiros recuperados da infecção pelo coronavírus. No mundo, estima-se que pelo menos 29 milhões de

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta