Reprodução VEREADOR QUESTIONA VISITA DE DEPUTADO MT A EMPRESÁRIO ALVO DE DELAÇÃO

VEREADOR QUESTIONA VISITA DE DEPUTADO MT A EMPRESÁRIO ALVO DE DELAÇÃO

O vereador de Primavera do Leste-MT (244 Km de Cuiabá), Antônio Marcos Carvalho dos Santos (PP), popularmente conhecido como Piru, usou a tribuna da câmara de vereadores e dirigiu duras críticas de indignação contra o deputado estadual Ulysses Moraes (DC).

Segundo a fala do vereador Piru, o deputado Ulysses pautou sua campanha na base da “demagogia” sobre a renúncia da verba indenizatória de R$ 65 mil. E agora que assumiu o mandato não está evidenciando a prática.

O deputado Ulysses foi o que teve o menor gasto entre todos os parlamentares apenas R$ 3.097,78 com uma economia de R$ 61.902,22. No entanto não é poupado de críticas em Primavera do Leste.

Foto publicada em Facebook

O vereador Piru, também questionou a sua visita ao município, na ocasião ele foi fotografado ao lado do empresário Elói Brunetta, acusado pelo ex-governador Silval Barbosa em acordo de delação premiada homologada pelo STF, de estar envolvido em esquema de R$ 7 milhões em propina para assinar a concessão da MT-130, entre Rondonópolis e Primavera do Leste. De acordo com o ex-governador, o valor foi negociado com o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), o Nininho, e um representante da concessionária Morro da Mesa.

“O senhor deputado Ulysses está com espaço bem aberto para poder emplacar aqui mais uma praga de política maldosa e irresponsável, porque o senhor me colocou como corrupto porque eu recebia verba indenizatória” …. [SIC). Disparou o vereador indignado.

Assista aos vídeos:

Em Primavera, os vereadores não recebem nenhum pagamento de verba indenizatória de despesas que seria de R$ 6.800. Uma ação popular em abril de 2018 questionou o pagamento.

A desembargadora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso Maria Erotides Kneip, ratificou a decisão da juíza Mirian Pavan Schenkel da 4ª vara cível de Primavera do Leste -MT suspendeu o pagamento da verba indenizatória paga aos 15 vereadores do município até o julgamento da ação.

Outro Lado

Tentamos contato com assessoria do deputado Ulysses Moraes (DC) e não obtivemos retorno até o fechamento da matéria.

Redação

Compartilhe: