VEREADOR CHAMA DE IMPRENSA “NEGRA”, SOBRE AUMENTO DO IPTU

VEREADOR CHAMA DE IMPRENSA “NEGRA”, SOBRE AUMENTO DO IPTU

O vereador Vilmar Pimentel (SD) de Rondonópolis na sessão extraordinária da câmara nesta segunda-feira, solicitada pelo executivo para análise dos projetos 020 e 025 que tratavam de alterações no código tributário do município e consequente reajuste do IPTU, que acabou sendo retirado da pauta a pedido do próprio prefeito. (apenas o projeto 020)

Resolveu atacar a imprensa a qual chamou de “Negra”, utilizando como termo pejorativo da cor, para ilustrar suas injustificáveis versões daquilo que ele chamou de mentira sobre a divulgação do projeto de aumento do IPTU. (Projeto 020)

Lamentavelmente o nobre edil, demostrou com a declaração uma tendência “racista e preconceituosa” que deveria ser evitada. Uma tentativa de restringir e apavorar os profissionais da imprensa.

O nobre edil que recebe um salário bruto de R$ 10 mil, mais a verba indenizatória de R$ 10 mil e em sua prestação de contas, declara que foi à missa, deveria aprender nos bancos da igreja, que é pecado discriminar e tentar calar a verdade.

Como comerciante e proprietário de drogaria, poderia utilizar algum medicamento que desobstruísse o canal auditivo, para quem sabe, “ouvir melhor os sermões do padre” que reza a missa. Ou então passar no oftalmologista para saber se existe algum problema de visão, e por isso talvez não consiga ler as mensagens bíblicas com nitidez.

Por enquanto Marreta Neles!

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso 0 Comentários

INVASÃO FRUSTRADA DE FAZENDA PELO MST REFORÇA APOIO A BOLSONARO EM MT

Uma fazenda no município de Sorriso, (400 km de Cuiabá) foi alvo de tentativa de invasão por cerca de 50 pessoas integrantes do Movimento Sem Terra (MST). No entanto um

Destaques 0 Comentários

Vídeo Mostra Cigarro eletrônico explode dentro do ônibus

Imagens mostram momento em que cigarro eletrônico explode em bolso de passageiro de ônibus Um homem foi hospitalizado em Fresno, na Califórnia, depois que um cigarro eletrônico explodiu em seu

Auditor do TCU morre afogado no Lago Paranoá

Um auditor Tribunal de Contas da União (TCU) morreu afogado na manhã deste sábado (21) após mergulhar a uma profundidade de cerca de 30 metros, no Lago Paranoá. Um grupo