Foto: Marcelo Fim VACINA: Doria prometeu um “produto” que não poderá ser entregue

VACINA: Doria prometeu um “produto” que não poderá ser entregue

O governador João Doria (PSDB), calculou mal e por isso o “tiro” pode sair pela culatra, acontece que após se promover como o “Pioneiro da salvação” com a vacina Coronavac, importadas da China e produzida agora pelo Butantã, certamente vai sofrer com a falta de Insumo Farmacêutico Ativo da China.

Ou seja, Doria fez a propaganda de um produto que tem a sua entrega comprometida, com essas dificuldades na importação de insumos, uma grande ameaça para produção das vacinas e para a campanha de imunização no Brasil.

Mesmo que o instituto Butantã, com capacidade para fabricar um milhão de doses por dia, sem os insumos todo o trabalho está comprometido. Portanto a imunização recém iniciada pode ser interrompida a qualquer momento sem mesmo ter imunizado os profissionais de saúde no país.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias

FOGO AMIGO: “ôh Mara, tamo aguardando você”

Um áudio viralizou em grupos de WhatsApp em Rondonópolis, que segundo as informações uma pessoa chamada Mara, teria pego recursos de vários candidatos a vereador; e de certa forma em

Destaques 0 Comentários

PSL É O NOVO PARTIDO DE BOLSONARO E SERÁ CANDIDATO A PRESIDENTE PELA SIGLA

  Nesta sexta feira (5) após uma reunião em Recife- PE, entre o presidenciável Jair Bolsonaro e o presidente do PSL, o deputado Luciano Bivar (PE) foi confirmado à futura filiação

Destaques

Justiça dá 20 dias para MST deixar fazenda de ex-governador de MT

O juiz da 2ª Vara de Direito Agrário de Cuiabá, Carlos Roberto Barros de Campos, deu 20 dias para os líderes de movimentos de trabalhadores sem terra – que invadiram