TUCANOS DE RONDONÓPOLIS QUEREM  SUBTENENTE GUINÂNCIO NO SENADO

TUCANOS DE RONDONÓPOLIS QUEREM SUBTENENTE GUINÂNCIO NO SENADO

Após a decisão de cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do mandato da senadora Selma Arruda (PODE/MT), e a determinação de eleições suplementares, ainda a serem definidas, eventuais nomes para a disputa já começam a aparecer.

Na manhã desta quarta-feira (11), o nome do vereador pelo PSDB em Rondonópolis, subtenente Guinâncio foi ventilado por membros do diretório municipal tucano.

Carlos Alberto Guinancio Coelho, foi eleito vereador em 2016 e com base em seu currículo de militar da reserva remunerada chegou à câmara de vereadores pautado em ser participante da “nova política”. Foi o único dos 21 vereadores de Rondonópolis a renunciar a verba indenizatória de R$ 10 mil mensais a que tem direito. Em suma uma economia de quase R$ 500 mil em quatro anos de mandato.

Eleitor de Bolsonaro, o vereador defende os ideais nacionalistas do colega de armas que atualmente é o Presidente da república; em síntese um “Bolsonarista” Tucano.

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

OUTDOOR: R$ 1,58 BI DE ORÇAMENTO E RONDONÓPOLIS SEM INFRAESTRUTURA PARA CHUVAS

Após expor em outdoors vereadores que se posicionaram contra um projeto de redução no número de vereadores em Rondonópolis. Nesta quarta-feira (23) o Observatório Social começou a questionar onde está

Notícias 0 Comentários

Ministro cancela agenda em Rondonópolis

Por conflito de agendas, foi cancelada a viagem do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que estava programada esta segunda-feira (23) a município de Rondonópolis-MT. A programação previa uma

EMOCIONANTE: CÃO REENCONTRA DONO APÓS 1 ANO DESAPARECIDO

Após permanecer mais de um ano desaparecido, um cachorro voltou para a sua família. Em uma cena emocionante, o reencontro foi registrado em vídeo e viralizou nas redes sociais. De

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta