Trump e Bolsonaro declaram guerra a grupos terroristas e narcotraficantes

Trump e Bolsonaro declaram guerra a grupos terroristas e narcotraficantes

John Bolton, o assessor presidencial dos Estados Unidos para assuntos de segurança nacional, assistente pessoal de Trump, chega no Brasil na próxima quinta-feira (29) para visitar o presidente eleito Jair Bolsonaro. O encontro ocorrerá no Rio de Janeiro.

Segundo fontes do Terça Livre, o assunto principal será a Venezuela e ações para combater as violações dos direitos humanos cometidos pelo regime socialista de Maduro.

Outros assuntos que devem ser abordados giram em torno do narcotráfico e a atuação que envolve lavagem de dinheiro na tríplice fronteira do Brasil organizado por grupos terroristas como Hamas e Hezbollah.

O combate às ações de grupos terroristas e narcotraficantes é uma meta antiga da Casa Branca na tríplice fronteira do Brasil, Argentina e Paraguai, mas nunca houve vontade política dos governos do PT e PSDB para combater tais ações.

A expectativa da Casa Branca é retomar o diálogo com o futuro governo Bolsonaro na esperança de desarticular parte dessa estrutura criminosa.

Segundo especialistas da área, acreditá-se que a tríplice fronteira movimente 20% (1/5) dos recursos que financiam grupos terroristas e narcotraficantes da América Latina e Oriente Médio.

Mário Oliveira
Redação Terça Livre

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

PEC da Bengala pode cair

Dias Toffoli, atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou ontem (19) que a côrte atuará como “zagueiro” para defender a Constituição. Entre as perguntas respondidas de interesse público estava

Marretadas 0 Comentários

QUEM É O PAI DA CRIANÇA? OU MELHOR DO PROJETO!

O vereador Adonias Fernandes (PMDB), enviou ao site marreta urgente uma indicação de sua autoria com data de 18 de janeiro de 2017,onde ele apresenta para o prefeito Zé Carlos

Mato Grosso 0 Comentários

FALTA” TUDO “NO HOSPITAL REGIONAL DE RONDONÓPOLIS

Mais uma vez Hospital Regional de Rondonópolis – Irmã Elza Giovanella passa por problemas para manter o funcionamento da unidade. Desta vez, a dificuldade trata da falta de alimentos segundo