Prefeito “critico feroz de Bolsonaro” tem R$ 1,3 milhão bloqueados pelo TJ por fraude

Prefeito “critico feroz de Bolsonaro” tem R$ 1,3 milhão bloqueados pelo TJ por fraude

A 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça (TJ-MT) acatou no último dia 20 um recurso do Ministério Público do Estado (MP-MT) e determinou o bloqueio de R$ 1.280.734,29 milhão do prefeito de Rondonópolis (216 KM de Cuiabá), Zé Carlos do Pátio (SD), e mais 4 pessoas entre físicas e jurídicas.  O grupo responde a uma ação por danos aos cofres públicos referente ao suposto descumprimento de um contrato entre o Poder Público Municipal e a Imamed Diagnóstico Médico Ltda.

Os magistrados da 2ª Câmara seguiram por unanimidade o voto do relator do recurso, o juiz convocado para atuar na 2ª instância, Marcio Aparecido Guedes. O acórdão em decisão colegiada publicado pelo Poder Judiciário resumiu apenas que há indícios da prática de “atos ímprobos”.

Na 1ª instância, o Poder Judiciário Estadual negou o pedido de indisponibilidade feito pelo MP-MT, sendo que agora a decisão é reformada após análise da 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo. Além de Zé Carlos do Pátio, a restrição aos bens também atinge o ex-secretário da Receita de Rondonópolis, Valdecir Feltrin, o então administrador da empresa, Stroessner Rodrigues Santa Cruz, advogado que prestava serviços à organização, Rowles Magalhães Pereira da Silva, além da própria Imamed. “A decretação da indisponibilidade de bens em ação civil pública por ato de improbidade administrativa é imperiosa, diante da constatação da existência de indícios da prática de atos ímprobos, a evidenciar a presença do fumus boni juris, enquanto o periculum in mora é presumido”, diz trecho dos autos.

Na denúncia, o MP-MT avaliou que a contratação da Imamed foi “absolutamente ilícita”. O órgão ministerial acusa o grupo de ter direcionado a licitação para favorecer a Imamed. “A contratação da empresa Imamed foi absolutamente ilícita e sem licitação, posto que decorreu de um arremedo de ‘credenciamento’, completamente ilegal e que não cumpriu os estritos requisitos para que fosse considerado válido (consoante minudentemente explicado na petição inicial e no Manual de Orientações para Contratação de Serviços de Saúde no Sistema Único de Saúde), com total direcionamento à empresa ré, a qual sequer possuía qualificações técnicas para a prestação dos serviços”, diz a denúncia.

SERVIÇOS FANTASMAS

O MP-MT também relata que uma auditoria constatou que a empresa recebeu recursos até a rescisão contratual sem prestar os serviços. “Os autos revelam a Realização de Relatório de Auditoria, onde restou constatado que inexistiam provas quanto à execução dos exames contratados, pelos quais a agravada Imamed recebeu dinheiro até a rescisão do contrato”.

Rowles Magalhães já esteve envolvido em outro escândalo no Estado. Ele é apontado como o “lobista” que ajudou o Governo do Estado a “viabilizar” o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) em Cuiabá e Várzea Grande.

Ele ainda foi o responsável por “denunciar” as supostas fraudes nas obras do modal ao Portal UOL. Com base nas informações dele, o site fez diversas reportagens denunciando esquemas na licitação e na execução das obras do modal.

Redação com Folha Max

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

VAGA DE ESTACIONAMENTO VIRA “LOJA” EM RONDONÓPOLIS

O comércio informal em Rondonópolis, tem crescido de forma assustadora, ocupando em muitos casos indevidamente o passeio público, atrapalhando a passagem dos pedestres e até um quiosque com cobertura em

Polícia 0 Comentários

JORNALISTA É VÍTIMA DE RACISMO POR DEFENSOR DO PT

O jornalista Hicaro Teixeira da página O Jacaré de Tanga,com mais de 180 mil seguidores no facebook  e que realiza publicações sobre: humor, política e notícias foi atacado em rede

Palocci confirmou que ditador da Líbia financiou campanha de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cuidou pessoalmente para que o repasse ilegal do ditador líbio Muammar Kadafi à sua campanha, em 2002, não fosse descoberto. A revista Crusoé

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta