TIRIRICA NÃO RENUNCIOU AO CARGO DE DEPUTADO, APENAS NÃO VAI MAIS CONCORRER EM 2018

TIRIRICA NÃO RENUNCIOU AO CARGO DE DEPUTADO, APENAS NÃO VAI MAIS CONCORRER EM 2018

A pouco mais de um ano de terminar seu segundo mandato, o deputado Tiririca (PR-SP) fez seu primeiro – e, segundo ele, último – discurso na tribuna da Câmara nesta quarta-feira (6).

Ele anunciou que deixará a vida política a partir do próximo ano e fez um desabafo contra os privilégios dos congressistas e o distanciamento entre os eleitos e a população.

O anúncio de Tiririca criou uma falsa notícia nas redes sociais, de que ele havia renunciado. Na verdade, ele disse que cumprirá o mandato, mas não disputará nova eleição.

“É vergonhoso. Eu ando de cabeça erguida porque eu não fiz nada de errado. Eu ando nos aeroportos por aí, mas acho que muitos dos senhores não têm essa coragem. Andam até disfarçados”, disse.

“Estou decepcionado com muitos de vocês. Muitos”, disse ele, emocionado.

Tiririca falou para uma plateia de poucos parlamentares, que pareciam estupefatos com as declarações do colega.

Ele contou que discutiu com outro parlamentar na noite de terça (5), mas não citou o nome.

“Sofri preconceito. Pensei até que ele ia me agredir”.

Depois, disse que pesquisou sobre o parlamentar e que ele responderia por cinco processos. “Ele é mais sujo do que pau de galinheiro”.

Procurado, Tiririca disse ao BuzzFeed News que não revelaria a identidade do deputado e que a briga não influenciou sua decisão de abandonar a vida pública.

O discurso durou pouco mais de oito minutos, nos quais Tiririca contou sobre sua origem pobre e narrou uma circunstância sobre sua mãe necessitar do serviço público de saúde.

Disse que os parlamentares deveriam conhecer melhor a realidade dos brasileiros e fazer mais pelo país.

Ele disse que os deputados ganham bem para cumprir suas funções.

“A gente tira limpo R$ 23 mil, se não me engano”, “sem falar na carteirada que muitos de vocês dão”.

“Tenho certeza que já vi deputado se escondendo.”

“Não estou generalizando, não. Tem gente boa. Mas não dá para fazer muita coisa porque a mecânica daqui é louca.”

 

Redação com Tatiana Farah/ BuzzFeed News

Compartilhe: