Thiago Silva: Fortalecimento do cooperativismo na agricultura familiar

Thiago Silva: Fortalecimento do cooperativismo na agricultura familiar

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) acredita que a organização social por meio de cooperativas e associações é importante para o crescimento e desenvolvimento da agricultura familiar em Mato Grosso. Dessa forma, o parlamentar apresentou o projeto de lei 797/2019 que incentiva o cooperativismo para os pequenos produtores.

Segundo o projeto, os objetivos são: apoiar técnica e operacionalmente o cooperativismo da agricultura familiar, promovendo parcerias operacionais para o desenvolvimento do sistema cooperativista, estimular a forma de organização social por meio de associações e cooperativas, visando o lucro e organização nas comunidades rurais.

“Acredito que quando os agricultores familiares trabalham de forma organizada e cooperada, os resultados alcançados, a representatividade política e a lucratividade na venda dos produtos são maiores, por isso vamos defender a aprovação deste projeto para que vire lei o quanto antes, pois os pequenos produtores precisam do apoio do poder público”, disse o parlamentar.

O projeto teve a 1ª votação favorável no parlamento e está tramitando na Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Casa Leis, para em seguida ser apreciado em segunda votação.

ASSESSORIA

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

INCÊNDIO DE GRANDES PROPORÇÕES ATINGE AGRA EM RONDONÓPOLIS MT

A unidade da Agra Agroindustrial de Alimentos S/A na Rodovia BR 163 – Km 114,5 no município de Rondonópolis está em chamas. Segundo informações preliminares um incêndio de grandes proporções

Notícias 0 Comentários

OPORTUNISTAS: GOVERNADORES DO PSL ESCOLHEM COMUNISTAS COMO LÍDERES

O governador de Roraima, Antonio Denarium, fez algo impensável para bolsonaristas e escolheu um “comunista” para ser seu líder de governo na Assembleia: o deputado Soldado Sampaio, do PCdoB. Em

Notícias

Brasil e a recessão

O Brasil entrou oficialmente em recessão. Agora, a economia está no mesmo patamar do final de 2009, auge dos impactos da crise global. O PIB caiu 9,7% no segundo trimestre na comparação com

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta