Sobrinho de Galli, assumidamente gay, sai em defesa do tio no caso de “homofobia”

Sobrinho de Galli, assumidamente gay, sai em defesa do tio no caso de “homofobia”

O sobrinho do ex-deputado federal Victório Galli, Valdinei Galli que é homossexual declarado, repudiou através de uma publicação em sua perfil no Facebook as acusações infundadas atribuídas ex-parlamentar sobre homofobia.


Galli que também é pastor, sempre se declarou contrário a ideologia de gênero, contra casamento entre pessoas de mesmo sexo e contra o ativismo ideológico LGBT, mas nunca fez qualquer tipo de ataque pessoal ou ofensa contra homossexuais. O que Galli fez e dentro do direito constitucional, foi emitir sua opinião.

O caso da condenação de Galli por uma ação civil com pedido de liminar e indenização por danos morais coletivos, foi proposta pela Defensoria Pública de Mato Grosso, que pretendia que o então acusado, fosse proibido de se manifestar acerca da comunidade LGBT durante o trâmite da ação, bem como a condenação ao pagamento de indenização por danos morais coletivos. 

Em razão das constantes manifestações consideradas “preconceituosas”, o defensor público disse que foi gerada indignação por parte de simpatizantes de movimentos LGBT. Por outro lado, aqueles que conhecem e convivem com o ex-deputado, conforme destacou seu sobrinho Valdine Galli (Neyzinho) homossexual declarado, Galli é um pai de família, pastor e homem correto, incapaz de ofender qualquer pessoa. Valdinei Galli saiu em defesa do tio em sua rede social.

Veja a declaração do sobrinho de Victorio Galli:

“NOTA

Eu, Valdinei Gomes Galli assumidamente homossexual, sobrinho legítimo de Victório Galli, venho por meio deste, REPUDIAR a condenação do então Deputado Federal Victório Galli (PSL), ACUSADO DE HOMOFOBIA. Pois o mesmo está sendo atacado e perseguido pelo grupo LGBT que o acusam de homofóbico, por ser Cristão, conservador e defender a família tradicional no que se refere à educação, saúde, segurança para todos sem distinção de cor, raça, crença, classe social e etc.
Aqui, presto minha solidariedade ao Ex Deputado Federal, pois dentro do anseio familiar como tio sempre me tratou com devido respeito, carinho e sobretudo demonstrou atenção à família, pois em suas fala e discurso não o vejo como homofóbio, vejo como um pai, que zela e cuida da família com total respeito trazendo assim controvérsias aos olhos do grupo LGBT que confundem liberdade com libertinagem”.

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

DEPUTADOS NÃO QUEREM PERDER A” TETA” E ARTICULAM VOLTA DO FORO PRIVILEGIADO

Um grupo de deputados começa a articular o retorno do foro privilegiado para políticos. Aprovada no Senado durante o governo Temer, a Proposta de Emenda à Constituição dava direito a

Notícias 0 Comentários

Museu Nacional arde; A perda é incalculável

Pegou fogo ontem à noite, e lambeu todo, o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro. Ligado à UFRJ, fundado em 1818 por dom João VI,

Mato Grosso

VAI À SANÇÃO: AL aprova lei que proíbe a criação de animais para extração de pele

Foi aprovado em segunda votação na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (2), o Projeto de Lei nº 232/2019, que trata da proibição ou guarda de animais para extração de peles no âmbito de Mato Grosso.

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta