SEMA/MT “LACRA” POSTO DE GASOLINA EM RONDONÓPOLIS

SEMA/MT “LACRA” POSTO DE GASOLINA EM RONDONÓPOLIS

Uma fiscalização no município de Rondonópolis-MT, realizada pela Polícia Militar Ambiental, acabou lacrando as bombas de combustível do Posto OK, localizado na Av. Bandeirantes esquina com Rua Fernando Correa.

No entanto o que chamou a atenção, foi que nenhum problema relacionado a qualidade, procedência ou irregularidade no combustível foi identificado pela fiscalização.

Na verdade, o problema que levou a fiscalização a realizar a operação era uma questão de água derramada na calçada pelo lava-jato anexo ao posto de combustível. E em uma demonstração de total intransigência sob a “Pseudo” desculpa de cumprimento irrestrito da lei, simplesmente lacrou as bombas de combustíveis, deixando a empresa que é fonte de renda direta a mais de 11 colaboradores sem condições de trabalho.

O proprietário do posto de gasolina, Marcos Sérgio de Souza foi humilhado e constrangido a entrar em uma viatura afim de prestar esclarecimentos, pois a infração identificada pela Polícia Ambiental seria a de não ter o protocolo da licença operacional do posto.

TERMO DE EMBARGO

Segundo informações do proprietário, realmente havia uma falha, ou seja, ele havia pagado a taxa da licença em janeiro de 2019, porém não havia protocolado na Sema. Marcos fez questão de ressaltar, que no dia seguinte realizou o protocolo, e até o momento não obteve resposta do órgão sobre a liberação das bombas, o que impede o funcionamento do estabelecimento.

PROTOCOLO DA LICENÇA

“Tenho responsabilidades e mais de 11 famílias dependem desta empresa para sobreviverem, se a situação burocrática prevalecer, com o embargo, eu não terei outra opção a não ser a demissão dos meus funcionários, infelizmente esse é um momento delicado economicamente”. Disse o proprietário do posto ok.

O departamento jurídico, da empresa foi acionado e entrou com mandado de segurança que aguarda decisão do juiz.

Outro lado

Em contato com o a superintendência da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema–MT) em Rondonópolis. Sob a coordenação de José Olavo Pio, o órgão se comprometeu que na segunda-feira (13/05) pela manhã, vai analisar todos os documentos referentes ao caso, para ver se existe irregularidades e se elas forem sanadas, haverá a possibilidade de liberar o estabelecimento para funcionar normalmente. Após uma análise minuciosa da documentação apresentada pela empresa.

Redação

Copyright © 2019.Todos os direitos reservados. Este texto ou qualquer parte dele pode ser reproduzido ou usado desde que a fonte original seja citada com autor ou editor. www.marretaurgente.com.br

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

OPERAÇÃO PARA REGULARIZAR ESTACIONAMENTO EM FACULDADE DE RONDONÓPOLIS FOI DETERMINAÇÃO DO MPE

A ação que gerou polêmica na noite desta quinta- feira (8), em frente a faculdade Anhanguera em Rondonópolis, quando a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito – Setrat e a

Notícias 0 Comentários

CONSÓRCIO AEROESTE ASSUMIRÁ AEROPORTOS DE MT EM NOVEMBRO DE 2019

O aeroporto Internacional Marechal Rondon e outros três terminais regionais de Mato Grosso começam a ser operados oficialmente pela iniciativa privada somente no final do ano. A previsão do Ministério

Notícias 0 Comentários

BENE BARBOSA PÕE DESARMAMENTISTA LUCIANO HUCK NA PAREDE: “JÁ DESARMOU SEUS SEGURANÇAS?”

O apresentador Luciano Huck, que tem até aventado a possibilidade de ser candidato a presidência do país, é desarmamentista assumido. Mais do que isso, ele é ativista da causa assim