Reprodução Secretária do Governo MAURO MENDES é contra Bolsonaro

Secretária do Governo MAURO MENDES é contra Bolsonaro

Além do atoleiro financeiro que o Estado de Mato Grosso enfrenta, o governo de Mauro Mendes, também acirra a guerra ideológica no país. Isso porque a secretária de Educação de Mato Grosso, do governo Mauro Mendes, Marioneide Kliemaschewsk, com a nítida proximidade com agenda esquerdista, tenta ignorar a “doutrinação ideológica”, dizendo que não é uma realidade nas escolas brasileiras.

Em outras palavras, o Projeto “Escola Sem Partido” uma das principais pautas do governo de Jair Bolsonaro e do Ministro da Educação, Ricardo Veléz Rodriguez, não é prioridade para a secretária do governo de Mauro Mendes. Para a secretária, a pauta que tem sido debatida em Comissão no Congresso e diversas investigações e comprovações da ocorrência de doutrinação ideológica por meio de livros didáticos, paradidáticos e por intervenções de parcela de professores militantes, é simplesmente uma obra de ficção, e sua defesa como gestora da pasta é de que a escola deve ser a “orientadora sexual dos alunos”.

Em entrevista, ao site Olhar Direto, a secretária de Mauro Mendes nega existência de Doutrinação Ideológica em escolas e coloca o afastamento do papel da família na educação das crianças.

Veja trechos:

“(…) E eu nunca vi ou vivenciei um caso de doutrinação ideológica. Eu vivenciei algumas discussões em nível de cidadania, como por exemplo, porque é importante votar, o que é uma democracia, o que é um processo democrático (…)”.

“(…) Ao longo dos anos e, historicamente, essa era uma função das famílias, era a família que orientava seus filhos com relação à educação sexual, a drogas, a tudo isso. [Mas] quando a família passou por esse processo de desestruturação, que é uma das grandes mazelas da sociedade atual, isso passou a ser abraçado pela escola, como mais uma tarefa.”

O PL 7180/14 do Projeto Escola sem Partido tramita na Câmara é de autoria do deputado federal Erivelton Santana (PSC-BA). O PL Busca alterar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) para incluir, no artigo 3º da lei, o princípio de respeito às convicções dos alunos e de seus responsáveis. Por consequência, os valores familiares passam a ter precedência (prioridade) sobre a educação escolar e temas de cunho moral, sexual e religioso não poderiam ser trabalhados nas escolas, mas pelos pais.

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Boatos nas redes sociais falam sobre fim do 13º salário. Saiba o que é verdade e o que é mentira

Boatos  nas redes sociais falam sobre fim do 13º salário. Saiba o que é verdade e o que é mentira Vira a metade do ano e o trabalhador brasileiro já

Destaques 0 Comentários

UBALDO DE BARROS ASSUME O COMANDO DA PREFEITURA DE RONDONÓPOLIS

Após infarto sofrido pelo prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio, que o fará ficar afastado da Prefeitura de Rondonópolis por pelo menos por 10 dias. O comado do município passa

Notícias 0 Comentários

EMPRESÁRIO QUE SOBREVIVEU A QUEDA DE AVIÃO NO MT NÃO RESISTE AOS FERIMENTOS E MORRE

O empresário Diógenes Toesca de Aquino, de 57 anos, sócio proprietário da empresa Ciarama, de Ponta Porã (MS). Que havia sobrevivido a queda do avião monomotor, modelo SR-20 Cirus, e