QUEM PAGOU O ADVOGADO DE ADÉLIO BISPO. SEGUNDO A PF

QUEM PAGOU O ADVOGADO DE ADÉLIO BISPO. SEGUNDO A PF

O colunista Lauro Jardim “O Globo”, publicou uma descoberta da PF sobre quem pagou o advogado de Adélio Bispo.

Zanone sustentou desde o início que o dinheiro para defender Adélio lhe foi dado por “um religioso de Montes Claros (MG)”, que não queria aparecer. Só que a investigação da PF, em fase final, aponta para uma novidade: ninguém pagou pela defesa. O advogado resolveu assumir o caso de graça e inventou uma história.

A motivação foi a mesma que o levou a defender gratuitamente Bola, o ex-policial que se envolveu no caso do goleiro Bruno. Zanone queria faturar com os holofotes de um caso supermidiático.

Bem ninguém vai questionar a investigação da PF, no “Me Engana Que Eu Gosto”, os participantes quere nos fazer acreditar que todo o acontecimento não teve nenhum envolvimento profissional, apenas um ato de esquizofrenia.

Essa sim foi uma trama para confundir a todos, o Adélio Bispo é considerado “louco”, porém não rasga dinheiro e seu advogado é considerado normal e “rasga dinheiro”.

Para o mundo, eu quero descer! É muita história para minha a imaginação suportar.

Marreta Neles.

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

DENÚNCIA SOBRE DESVIOS DE RECURSOS SANTA CASA DE RONDONÓPOLIS

Uma denúncia de irregularidades na Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis, publicada com exclusividade por um dos maiores sites de notícias do Matogrosso; o AGORA MT, está ganhando repercussão nacional.

Destaques

“Um por Todos e Todos contra a Covid” – Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis doa cestas básicas

O Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis doou através do projeto “Um por Todos e Todos contra a Covid”, promovido pela Fundação André e Lucia Maggi mais de 500 cestas

Saúde

Vacinação contra o sarampo é prorrogada até 31 de agosto

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu esta semana um Oficio Circular da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, onde a Coordenação do Programa Nacional de Imunizações (CGPNI),

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta