QUARENTENA: CATADORA DE RECICLÁVEIS DIZ QUE NÃO PODE PARAR

QUARENTENA: CATADORA DE RECICLÁVEIS DIZ QUE NÃO PODE PARAR

 Empurrando uma carroça ao lado dos filhos de 12 e de 13 anos, a catadora de materiais recicláveis Janaina de Melo diz que a pandemia de coronavírus não vai fazê-la parar.

Janaina de Melo sustenta três filhos e o marido desempregado com dinheiro que ganha como catadora de material reciclado – ARQUIVO PESSOAL

“O movimento na rua está bem baixo. As pessoas não podem sair de casa, não podem fazer festa, churrasco, e não produzem tanta latinha. Nas últimas semanas, caiu muito o volume, e também o preço. (Cada kg de) latinha custava R$ 2,80, mas hoje está R$ 1. A garrafa PET saiu de R$ 1,20 para R$ 0,80 e só o óleo continuou R$ 1 o litro”.

Ela enfatiza que não tem condições de obedecer os recados para ficar em casa. O que ela faz é apenas se proteger da maneira que pode, lavando com água e sabão as mãos e a caçamba da carroça que ela usa assim que termina o serviço.

“Me vejo fazendo um trabalho essencial, que contribui até com o meio ambiente. Enquanto muitos sujam, eu tiro da rua e faço minha renda. Sei que é pela saúde de todos o isolamento. Mas, se não tiver uma ajuda, quem não tem renda fixa ou dinheiro guardado passará fome. Só quero que tudo se normalize e que a população e o poder público tenham mais respeito pelos catadores”.

REDAÇÃO COM BBC

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Marretadas 0 Comentários

GUILHERME MALUF DESISTE DE DISPUTAR UMA VAGA NO TCE

Guilherme Maluf (PSDB), ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e deputado estadual decidiu na noite desta terça-feira (31) que não vai disputar uma vaga no Tribunal de Contas do

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

APÓS DOIS ANOS RESIDENCIAL CELINA BEZERRA SERÁ CONCLUIDO

As obras do residencial Celina Bezerra devem seguir adiante. Os prédios já levantados há cerca de dois anos, precisam agora dos acabamentos e para providenciar a entrega de parte desses

Notícias 0 Comentários

Bancos leiloam mais de 200 imóveis com descontos de até 67%

Comprar imóveis em leilões com valores abaixo da média torna-se cada vez mais uma alternativa para quem deseja ter o próprio lar ou adquirir propriedades para investir. E até o