PRISÃO NO BRASIL EM NENHUMA INSTÂNCIA

PRISÃO NO BRASIL EM NENHUMA INSTÂNCIA

O ministro Edson Fachin, do STF, negou pedidos da Polícia Federal para prender a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB), o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega (PT) e o ministro do Tribunal de Contas da União, Vital do Rego, ao autorizar uma nova fase da Operação Lava Jato – cujo nome, Alaska, foi mantido em segredo.

 A PF argumentava que os alvos poderiam atrapalhar as investigações; a Procuradoria-Geral da República foi contra. Fachin seguiu o Ministério Público Federal. A PF investiga a atuação de Dilma, Mantega e os emedebistas Eduardo Braga, Vital do Rego, Eunício Oliveira, Valdir Raupp, Jader Barbalho e Renan Calheiros, a partir da delação da J&F.

A PF afirma ainda que os senadores do MDB e o ministro do TCU utilizaram um escritório de advocacia, empresas de táxi aéreo, de comunicação e de consultoria para maquiar o pagamento de R$ 22 milhões em propina do grupo J&F.

Redação com Vortex

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

JANAINA RIVA AGORA SABE A DIFERENÇA ENTRE SER A PEDRA E SER A VIDRAÇA

A deputada estadual Janaina Riva (MDB), que ocupa a presidência (interinamente) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, foi eleita sob o manto da defesa dos servidores públicos, sua principal bandeira,

Variedades / Entretenimento 0 Comentários

Seminário da Pessoa Idosa de Rondonópolis debate combate à violência e respeito aos direitos dos idosos

Como parte da celebração do Mês do Idoso, que é comemorado no dia 1º de Outubro, a Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza o 2º Seminário

Destaques

“Forças Armadas não aceitam tomada de poder por julgamentos políticos”

O presidente Jair Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) e o ministro da Defesa, general Fernando de Azevedo e Silva, divulgaram nota na noite desta sexta-feira (12) na qual disseram

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta