PLC 53: 8 deputados estaduais votam contra, porém governo de MT leva vitória

PLC 53: 8 deputados estaduais votam contra, porém governo de MT leva vitória

Uma sessão extraordinária da ALMT neste sábado (27), que durou mais de 10 horas aprovou o substitutivo integral do Projeto de Lei Complementar (PLC) 53/2019.

Votaram contra a minirreforma os deputados Wilson Santos (PSDB), Delegado Claudinei (PSL), Lúdio Cabral (PT), Silvio Favero (PSL), Eliseu Nascimento (DC), Xuxu Dalmolin (PSC), Ulisses Moraes (DC) e Faissal Calil (PV).

O texto sobre a reinstituição e revogação dos incentivos, dos benefícios fiscais ou financeiros-fiscais e das isenções relativos ao Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) segue agora para a sanção do governador Mauro Mendes.

De acordo com o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, a aprovação do PLC 53 trará equidade na concessão de benefícios para os setores produtivos, de forma com que eles passem a ser setoriais. E visa a recuperação econômica de Mato Grosso, com o aumento da arrecadação, e o reequilíbrio fiscal.

O PLC 53 trata de alterações na cobrança do ICMS nos incentivos programáticos como, por exemplo, o Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic), e nos não-programáticos como a isenção do imposto sobre a venda interna de carne.

Dentre as alterações contidas no substitutivo do PLC 53, considerando as emendas aprovadas, está a isenção na cobrança do ICMS da energia solar pelo período de oito anos e a isenção do imposto para os produtores de algodão, podendo chegar a 75%.

Tem ainda alterações na concessão do crédito outorgado, como no caso de estabelecimentos comerciais varejistas em que será entre 12% a 15%, do saldo devedor do ICMS. Já para o comércio atacadista o crédito outorgado será de 22%, aplicado sobre o débito do ICMS.

As mudanças

Energia – Ficou estabelecida a isenção de tributação na energia injetada na rede (solar) até o ano de 2027. Já em relação a energia elétrica, para produtores rurais, a isenção será concedida para o consumo de até 50 kwh. Para medidas de consumos acima do estabelecido serão aplicadas as seguintes variáveis: 3% (50 a 500 kwh); 12% (500 a 1000 kwh); 20% (acima de 1000 kwh).

Produtos agropecuários – Operações internas e interestaduais com aves abatidas e carnes bovinas e suínas também foram alteradas. No caso da carne bovina será aplicada uma redução de base de cálculo que resultara numa alíquota de 2% em operações internas e 2,65% nas interestaduais. Já nas operações interna com aves e carnes suínas, a alíquota será de 2%, mantendo a mesma redução de base de cálculo das demais.

Prodeic – Em relação ao Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) será concedido um benefício de até 85% nas operações internas e de até 90% nas operações interestaduais, com adicional de 10% quando o município tiver baixo desenvolvimento sócio econômico. Os percentuais do Prodeic serão definidos pelo Conselho Deliberativo dos Programas de Desenvolvimento de Mato Grosso (CONDEPRODEMAT), até o limite de 95%.

Redação com assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 2 Comentários

ÂNIMOS ACIRRADOS NA CAMPANHA DE LÉO BORTOLIN EM PRIMAVERA DO LESTE

Os ânimos entre um dos coordenadores a campanha do candidato a prefeito de Primavera do Leste- MT, Leonardo Bortolin (PMDB) e a militância que trabalha na campanha está tenso. Segundo

Mato Grosso 0 Comentários

REV. WILSON ACOMPANHARÁ VISITA DO PRESIDENCIÁVEL ÁLVARO DIAS AO ESTADO DO MT

O pré-candidato a deputado estadual e presidente do diretório municipal do partido PODEMOS em Rondonópolis-MT, Reverendo Wilson José acompanhará a visita do presidenciável Senador Álvaro Dias(PODE) em Cuiabá no dia

Destaques 0 Comentários

CONTRADIÇÕES: SELMA ARRUDA PRENDEU E SOLTOU SILVAL BARBOSA E OUTROS

Selma Arruda disse: “A sensação de impunidade é que impulsiona o sujeito a cometer crimes. Se ele souber que vale a pena roubar 100 milhões e depois ele vai passar

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta