PF FECHA EMPRESA QUE PROMETIA LUCRO COM BITCOIN

PF FECHA EMPRESA QUE PROMETIA LUCRO COM BITCOIN

A Polícia Federal cumpriu na quarta-feira (15/5) cinco mandados de busca e apreensão, em decorrência de investigação que visa apurar a atividade ilegal de administração de investimentos em criptomoedas, exercida por empresa sediada no Espírito Santo.

Os mandados foram cumpridos no Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Acre, contando com a participação de 43 policiais.Além dos mandados de busca, a Justiça Federal determinou a suspensão das atividades da empresa, incluindo a remoção de páginas na internet, e o bloqueio de seus ativos, como contas bancárias, carros e imóveis, tendo o juiz determinado, ainda, o bloqueio das criptomoedas existentes em exchanges.

A Justiça também autorizou a apreensão de criptomoedas em carteiras, físicas ou digitais, que estavam com os investigados durante as buscas, sendo que esse procedimento foi o primeiro desse tipo no Brasil.

A empresa operava como corretora de valores desde 2017, comercializando investimentos vinculados a Bitcoins, semelhantes aos famosos fundos de ações. E não tinha registro de autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e nem do Banco Central para tal.

Segundo o delegado da Polícia Federal, Guilherme Helmer, responsável pelo caso, a suspeita é de que os valores aplicados pelos poupadores não eram realmente destinados a compras de bitcoins e que a empresa funcionaria como um esquema Ponzi, um tipo de pirâmide financeira. Existe indício de que o dinheiro das pessoas que entravam no negócio era usado para pagar a rentabilidade dos mais antigos. Entre os clientes da companhia, havia gente tanto do Espírito Santo quanto de outros Estados.

O nome da empresa, não foi divulgado.

Os investigados poderão vir a responder pelos crimes previstos no art. 4º (gestão fraudulenta), no art. 7º, II e IV (negociação de valores mobiliários sem autorização ou registro prévio), art. 16 (fazer funcionar instituição financeira sem autorização legal), todos da Lei 7.492/86, e art. 288 do Código Penal (associação criminosa)

Redação com assessoria PF

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Mato Grosso 0 Comentários

HOSPITAL DO CÂNCER DE BARRETOS EM MATO GROSSO “UM SONHO PRESTES A SE REALIZAR”

Valdir Correia esteve reunido no sábado (03) em Primavera do Leste- MT, com os representantes da AVCCR (Associação dos voluntários de combate ao câncer de Rondonópolis) e os Coordenadores dos

Notícias 2 Comentários

GALLI E BOLSONARO COMEMORAM VOTO IMPRESSO NAS ELEIÇÕES 2018

O voto impresso será utilizado nas eleições de 2018. A regra foi aprovada pelo Congresso na minirreforma de 2015, vetada pela ex-presidente Dilma Rousseff, mas teve o veto derrubado em

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

THIAGO MUNIZ COBRA NOVAMENTE PROLONGAMENTO DA AVENIDA OTAVIANO MUNIZ E INÍCIO DO PARQUE DA SERIEMA

O vereador do PPS, Thiago Muniz, cobrou novamente o prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) sobre a finalização do trecho da Avenida Otaviano Muniz. O parlamentar alega que a gestão