PERIGO DORME AO LADO: Policial Civil é alvejado no pênis pela Esposa

PERIGO DORME AO LADO: Policial Civil é alvejado no pênis pela Esposa

Uma mulher de 53 anos foi presa no final da noite dessa quarta-feira (11) depois de, em meio a uma discussão de casal, dar um tiro no marido, um policial civil de 52 anos, com a arma dele.

O caso aconteceu no Residencial José Carlos Guimarães, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), por volta das 22h40.

Conforme o boletim de ocorrência, após uma discussão motivada por “conversas no celular”, o policial foi ao banheiro tomar banho e a esposa pegou a arma dele e atirou nele.

A Polícia Militar foi acionada e constatou que o tiro acertou a região do púbis do policial. A esposa foi detida e a arma apreendida.

Como era um caso de urgência, os próprios militares levaram o civil para o Pronto-Socorro de Várzea Grande.

No hospital, o policial civil contou sua versão para o que havia acontecido.

A vítima é lotada na Delegacia Regional de Cuiabá e ficou no Pronto-Socorro sob cuidados médicos, consciente e estável.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio doloso e posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito ou proibido.

REDAÇÃO COM O LIVRE

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

DUPLICAÇÃO DA RIO BRANCO: COMUNITÁRIOS DENUNCIAM AOS VEREADORES” MANIPULAÇÃO EM PROTESTO” E TENTATIVA DE EMBARGO DA OBRA

Três Lideres comunitários de Rondonópolis, ‎ Wilson Alves- presidente do Bairro Vila Rica, Ângela Chagas da associação de mulheres da Vila Rica e Oseias Reis líder comunitário da região procuraram

Destaques 0 Comentários

CÂMARA DE PRIMAVERA “APOIA” ATO DO PT CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A câmara de vereadores de Primavera do Leste MT (244km de Cuiabá), atendendo uma solicitação da vereadora PETISTA Edna Mahnic, autorizou a realização de uma audiência pública para debater questões

CPI da Lava Toga na análise da CCJ

Pressão de colegas no Senado fez com que o presidente da Casa lesse o requerimento da CPI da Lava Toga. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, leu parecer da Advocacia

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta