PERCIVAL MUNIZ COLOCA ÁGUA NO CHOPE DE MEDEIROS EM DISPUTA PARA O SENADO

PERCIVAL MUNIZ COLOCA ÁGUA NO CHOPE DE MEDEIROS EM DISPUTA PARA O SENADO

Não é de hoje que o ex-prefeito de Rondonópolis, Percival Muniz, cogita sua candidatura para senador, e ganhou maior força agora que está sendo o principal articulador de um projeto que pretende reunir as forças de oposição chamada por ele de “Mato Grosso Merece Mais”.

Percival é conhecido como exímio articulador político e estrategista. No entanto, caso confirme sua candidatura ao senado, quem não deverá ficar nada contente é o primeiro suplente de Pedro Taques, que assumiu a vaga como Senador, após Taques vencer em 2014, o policial rodoviário José Medeiros que tem domicílio e “base” em Rondonópolis.

Medeiros era considerado afilhado político do prefeito até assumir cadeira no Senado, após assumir a vaga deixada por Pedro Taques, algumas coisas mudaram. Há poucos dias, Percival declarou: “deixei a vaga de suplente de senador para o José Medeiros, que virou senador e não me apoiou”.

Dessa forma, em época de carnaval podemos dizer que caso Percival confirme sua candidatura ao senado, terá colocado água no chope de Medeiros.

Para comprovar a tese vejamos alguns fatores:

Mesmo tendo sido derrotado nas eleições municipais em 2016 em sua cidade Rondonópolis, Percival Muniz obteve 37.796 votos. E, quantos votos Medeiros teve nas últimas eleições?

Percival além de prefeito, foi deputado federal, estadual e permanece com grande visibilidade. Medeiros não tem base eleitoral e política. Pois nunca teve votos.

É inegável que Medeiros deu “bolas dentro” enquanto senador, se aproximou de Magno Malta, chegou a citado algumas vezes pelo grupo de centro esquerda e liberal, o MBL. Mas, quanto ao Medeiros, nem de longe poderíamos afirmar que tenha sido um gigante e que esteja qualificado para obter vitória nas urnas em 2018.

Medeiros pode ter cometido outro erro que possa prejudicá-lo neste processo, aderiu ao PODEMOS, partido do anti-petista Álvaro Dias. Mas o que Medeiros ainda não entendeu é que, ser anti-petista não é ser de direita e nem conservador, não é ser anti-aborto, anti-pautas de esquerda.

O PODEMOS é um partido de centro esquerda e que não difere de pautas defendidas pelo PT. É só um partido, ou mais um, que levantou a bandeira do anti petismo e da anti corrupção, mas isso até o Lula e o PT faziam antes de assumirem a presidência.

Outro fator a ser considerado. É possível afirmar que Jair Bolsonaro, deputado do Rio de Janeiro e pré-candidato à presidência do Brasil, visitou mais o Brasil, do que Medeiros o estado do MT. O senador suplente, assim como outros senadores de MT, não teve a preocupação de realizar andanças pelo estado nesta legislatura.

Medeiros não irá à reeleição, pois ele nunca foi eleito. Ele irá para uma tentativa de se eleger, em uma jogada de sorte.

Com base nestes simples argumentos, podemos dizer que Percival caso opte por ser candidato a senador tirará qualquer chance de Medeiros, assim o atual senador José Medeiros sairá de pouca, para nenhuma chance de ser novamente senador.

Qual a tacada genial que as mentes brilhantes em política, que acompanham o senador Medeiros, irão dar?

MARCELO DUARTE

Compartilhe: