PÁTIO DETONA OS 9 VEREADORES CONTRÁRIOS AO AUMENTO DO IPTU (VÍDEO)

PÁTIO DETONA OS 9 VEREADORES CONTRÁRIOS AO AUMENTO DO IPTU (VÍDEO)

Um documento registrado no Cartório do 3º Ofício em Rondonópolis, onde 9 (nove ) vereadores decidiram assinar um termo de compromisso para não aumentar IPTU em 2018 no município está gerando a maior polêmica.

Nesta sexta-feira (29) durante uma coletiva de imprensa, o prefeito Zé do Pátio, mandou um recado aos vereadores: Thiago Muniz(PDT), Fábio Cardozo(PDT), Sidnei Fernandes(PDT), Thiago Silva (MDB) Cláudio da Farmácia(MDB), Roni Magnani (PP), Vilmar Pimentel (SD), Bilu (PRTB), Sílvio Negri (PC do B).
Segundo o prefeito (assista o vídeo) os vereadores estariam indo contra as pessoas de baixa renda, enquanto os condomínios luxuosos e mansões não pagariam IPTU e citou inclusive um condomínio fechado de Alto Padrão em construção denominado “Vila Toscana”.

Em contra partida o real motivo pelo qual os vereadores estão contra o aumento, seria pela falta de estudos técnicos e a apresentação de um relatório de impacto econômico do projeto de aumento do IPTU.

O vereador Thiago Muniz, atendeu a reportagem do Marreta Urgente, e disse que não vê necessidade de aumento em um momento de crise, nacional e que a população não suportaria mais aumento da carga tributária e que uma regularização imobiliária necessária no município.

Se o prefeito tivesse lido o documento que assinamos ele veria que nos comprometemos em não votar nenhum tipo de aumento nas alíquotas de IPTU já existentes, e também nos comprometemos em votar a favor da criação de IPTU para novos loteamentos que por ventura ainda não tenham (desde que com valores justos). O prefeito pelo que se vê deseja seguir rumo ao pódio e alcançar a rejeição do presidente Michel Temer”. Reagiu Thiago Muniz.

Um grande embate está proposto; de um lado o prefeito que parece querer promover uma divisão de classes e afirma que o aumento do IPTU é necessário para garantir investimentos na cidade, do outro vereadores que exigem um debate mais amplo da proposta.

Para que o projeto seja aprovado serão necessário 14 votos dos 21 vereadores. Por enquanto o prefeito conta com apoio de apenas 12 vereadores o que significa que o projeto original não será aprovado.

Assista ao vídeo:

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Variedades / Entretenimento 0 Comentários

PROTEÇÃO AUTOMOTIVA CONQUISTA ESPAÇO NO MERCADO

Atualmente a crise econômica, faz com que o consumidor procure alternativas com menor custo em todas as áreas e no mercado automotivo surge a proteção veicular que ganha cada vez

Destaques 0 Comentários

Lula mente para a Justiça e é condenado mais uma vez

Petista não disse a verdade ao tentar remover a interdição em uma propriedade onde está construindo uma “unidade residencial para lazer”. Cabe recurso. O ex-presidente Lula foi condenado por litigância

Destaques 0 Comentários

Senado aprova projeto que criminaliza caixa 2 eleitoral

CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovou nesta 4ª feira (10.jul.2019) projeto de lei (íntegra) que criminaliza a prática de caixa 2 por 17 votos a 2.  A decisão foi

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta