PARALISAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO EM RONDONÓPOLIS NESTA QUARTA FEIRA (30)

PARALISAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO EM RONDONÓPOLIS NESTA QUARTA FEIRA (30)

Os rondonopolitanos nesta quarta-feira (30) ficarão sem transporte coletivo as partir das 14h, por conta de uma paralisação parcial, que os trabalhadores da empresa Cidade de Pedra realizarão em frente à Prefeitura e posteriormente na Câmara de vereadores.

Segundo informou o Afonso Aragão, assessor de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Rondonópolis e Região (STTRR). “O motivo é que os mais de 150 trabalhadores da cidade de pedra, querem com o protesto chamar a atenção do poder público municipal quanto a questão da precariedade do serviço de transporte coletivo no município”.

Recentemente a matriz da empresa, com sede em Campo Grande (MS), enviou um documento ao prefeito José Carlos do Pátio (SD), comunicando que se não for atendida em seu pedido de subsídio de R$ 350 mil mensal e a isenção de 5% de ISS sobre a arrecadação bruta da empresa ela deixará de operar no município.

A empresa alega que opera com constante prejuízo e sem condições de continuar o serviço.

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

João Mototaxi trabalha em defesa das mulheres violentadas e pessoas com deficiência

O vereador João Mototáxi (PSL) esteve reunido com o secretário municipal de Transporte e Trânsito – Setrat, Rodrigo Metello de Oliveira, a fim de garantir mais acessibilidade aos deficientes físicos

Destaques 0 Comentários

Vídeo resposta de Olavo de Carvalho a Caetano Veloso retirado pela Justiça

A 6ª Vara Cível do Rio de Janeiro determinou que o Youtube retire do ar três vídeos nos quais o filósofo Olavo de Carvalho envia respostas ao Caetano Veloso. A

Notícias 0 Comentários

PRESIDENTE DO PR É PRESO PELA ACUSAÇÃO DE NEGOCIAR PROPINA COM PT PARA DILMA EM 2014

O presidente do PR, Antonio Carlos Rodrigues, também está preso. Ele é acusado de ter negociado com o PT a propina da campanha de 2014, roubada do BNDES para favorecer