O MISTÉRIO DAS DEMISSÕES NA SINFRA EM RONDONÓPOLIS

O MISTÉRIO DAS DEMISSÕES NA SINFRA EM RONDONÓPOLIS

Após 5 meses no cargo a Secretária Municipal de Infraestrutura de Rondonópolis, INGRID TOMAZELE, pediu demissão. Ela substituiu em maio o ex- secretario Nafez Antônio Daud que nem chegou a esquentar a cadeira e pediu demissão.

A Secretaria municipal de Infraestrutura, tem sido muito insuficiente em várias obras espalhadas pela cidade, uma delas está relacionada a conclusão das canaletas nas vias do centro da cidade. A obra chegou a ser iniciada, e acabou parada após ser verificado um erro no projeto que constatou a espessura das canaletas.

Dessa forma uma nova licitação foi elaborada e até hoje o problema permanece, do total de 18 previstas para serem instaladas, apenas 3 foram colocadas; faltando instalar 15 canaletas nas vias da cidade.

Este é apenas um dos inúmeros problemas de execução de responsabilidade do SINFRA em Rondonópolis.

Conversas de bastidores dão conta de que a atual secretaria de gestão de pessoas Argemiro Ferreira que recentemente deixou o PSDB, e estaria de olho no cargo. Na gestão de Percival Muniz ele chegou a ocupar simultaneamente o Setrat e a Sinfra.

Será que o prefeito José Carlos do pátio estaria pensando nesta alternativa. A pergunta que se faz é porque ninguém quer ficar nesta secretaria?

A resposta somente o tempo, as urnas e o Ministério Público poderão dizer.

Por enquanto Marreta Neles!

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

DEPUTADO DE MT SERIA O “DIABO CUIABANO” CITADO POR EX-SECRETÁRIO

A saída do economista Valdecir Feltrin da secretaria de receita da gestão de José Carlos do Pátio (SD), prefeito de Rondonópolis, tem causado polêmicas mesmo após um mês da exoneração.

Destaques 0 Comentários

BLACK FRIDAY NA POLÍTICA: QUEM QUER O DEPUTADO DALTINHO?

O deputado estadual Adalto de Freitas, mais conhecido como Daltinho, que depois de ser expulso, ou melhor, convidado a se retirar do Solidariedade em Mato Grosso, anda peregrinando e buscando

Notícias 0 Comentários

EMANUEL PINHEIRO E O PONTO DE 1 MILHÃO DE REAIS

A reforma da estação de ônibus da Praça Alencastro em Cuiabá, que de acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), custou R$ 1,2 milhão, tem causado polêmica em

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta