O FUTURO DE PERCIVAL MUNIZ E A DESTITUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DO PPS EM MT

O FUTURO DE PERCIVAL MUNIZ E A DESTITUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DO PPS EM MT

O presidente nacional do PPS Roberto Freire na quinta-feira (1) destituiu o ex-prefeito de Rondonópolis Percival Muniz (PPS),da presidência estadual da sigla.

A executiva nacional do partido nomeou uma comissão provisória em Mato Grosso para organizar e preparar os congressos municipais e estaduais.

PRESIDENTE: Marco Aurélio Marrafon
1º – VICE-PRESIDENTE: Francisco Wagner L. Simplício
2º – VICE-PRESIDENTE: Werley Silva Peres
SECRETÁRIO GERAL: Valdir Adão Macagnam Jr.
1º – SECRETÁRIO GERAL: Luciana Serafim da Silva
TESOUREIRO: José Adolpho de L. A. Vieira
1º – TESOUREIRO: Jurandir Antonio Francisco

Os nomeados por Freire estão todos ligados ao governador Pedro Taques. O secretário de Estado de Educação, Marco Marrafon foi confirmado como novo presidente do PPS em MT.

Um duro golpe em Percival Muniz que desabafou:

“Ajudei o Pedro, para senador e governador. Não me apoiou. Deixei a vaga de suplente de senador para o [José] Medeiros, que virou senador e não me apoiou. Meu vice saiu candidato contra mim, assim como minha secretária de saúde na última hora também saiu candidata a vice contra. Os deputados que ajudei, ficaram contra. Mesmo assim perdi por 1%. E esse 1% deve ter sido por algum erro meu”.

O futuro do “Barba”

Nos bastidores políticos, existem fortes comentários sobre a possibilidade de Percival ir para o PMDB, no entanto a liderança do CACIQUE – deputado federal Carlos Bezerra seria uma empecilho para sua permanência na sigla.

Outro forte comentário é de que Percival Muniz poderia estar indo para o PV, neste caso outro entrave apareceria. A presidência municipal do partido em Rondonópolis seu reduto eleitoral, está nas mão de Carlos Naves e ao que parece não existe muita reciprocidade entres os dois.

Em outras palavras os Carlos (Bezerra e Naves) assim como Pedro Taques, estão atrapalhando os planos do “Barba”, como  Percival Muniz é chamado no meio político.

Reconhecido como forte estrategista e articulador, nesse momento Percival foi levado às cordas pelos opositores.

Mas é justamente quando o lutador está pendurado nas cordas que existe a possibilidade de desferir um último e forte golpe cruzado, no queixo ou no baço, deixando seu oponente nocauteado.

Embora todos apostem que o lutador das cordas perderá, ele ainda tem uma chance de ganhar de forma histórica o embate consagrando o feito heroico.

Que comecem os jogos.

 

Compartilhe: