EM CIMA DO MURO: ASSESSOR PRETENDE  SER VEREADOR

EM CIMA DO MURO: ASSESSOR PRETENDE SER VEREADOR

O assessor parlamentar André Moraes, vive em redes sociais expressando suas opiniões. Nada errado quanto a isso, um direito de todo o cidadão.

No entanto não podemos esperar coerência de quem conhece as relações politicas, afinal “confiança e coerência” são atitudes e palavras quase em extinção no mundo da politica.

O assessor é líder comunitário e pré-candidato a vereador pelo (PTB), assim resta a seu chefe o vereador Elton Mazette (PSC), aceitar que deve ter dificuldades em tentar sua reeleição por conta de que seu assessor, está mais ativo do que ele nas articulações políticas.

André faz a politica “vazelina” gosta de agradar gregos e troianos, Bolsonaristas e esquerdistas. Enfim um daqueles que vive em cima do muro.

Cada um usa sua estratégia para sobreviver, porém que vive em cima do muro, parece mais suscetível a cair. Como tem se destacado no meio político e comunitário em Rondonópolis, por sua atuação constante em demandas sociais, ainda que dessa forma, esta se fortalendo mais que o próprio vereador.

A propósito quem sabe pode acontecer uma troca futura; onde o assessor vira parlamentar; e o parlamentar vira assessor.

Por enquanto Marreta Neles !

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

MAURO CAMPOS PODERÁ SE OFERECER PARA CUMPRIR A SENTENÇA DE LULA

Após a divulgação da sentença que condenou o e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem

Notícias 0 Comentários

VILMAR PIMENTEL DE SAÍDA DO SOLIDARIEDADE VAI PARA O PTB

O vereador Vilmar Pimentel ex-líder da bancada do solidariedade na Câmara Municipal e que foi destituído pela comissão provisória do SD em Rondonópolis, e que já havia demostrado o desejo

Marretadas 0 Comentários

DISSIMULADOS: DEPUTADOS ESTADUAIS DO MT DIZEM QUE NÃO SOLTARAM FABRIS

Após aprovarem um relatório feito pela Comissão de Ética da ALMT que a soltura e que a discussão sobre o caso do deputado preso seja feita pela Assembleia Legislativa. Os