Mulher é estuprada e o acusado chora arrependido e comete o crime novamente.

Mulher é estuprada e o acusado chora arrependido e comete o crime novamente.

Mulher de 40 anos, que atua como garota de programa, foi estuprada por um cliente, na madrugada de segunda-feira (18), em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá). Depois da primeira agressão sexual, o homem chorou, disse que se arrependeu, mas cometeu o crime novamente. Ele foi procurado pela Polícia Militar, mas não foi localizado na casa onde o estupro ocorreu.

Vítima relatou que foi contratada pelo serviço e que o cliente passou para busca-la em sua casa. O casal foi para a residência do cliente e que, quando chegaram lá, ela cobrou o valor combinado, como sempre faz antes de consumar os programas sexuais.

Mas, o cliente disse que seu cartão só era autorizado a passar às 6h. Então, a mulher disse que queria ir embora, mas que eles poderiam remarcar outro dia, mais cedo. O agressor não gostou, tentou convencer a vítima, que insistiu em querer ir embora.

Foi então que ele ficou agressivo, a puxou pelos cabelos e subiu em cima dela. Pegou uma corda e ameaçou amarrá-la. Dizendo que, se ela não ficasse quieta, iria apanhar para machucar. Com medo, ela tentou se acalmar.

O agressor aproveitou do momento em que a vítima ficou paralisada, em pânico e cometeu o primeiro estupro. Após o ato, ele começou a chorar, dizendo que estava arrependido e que deixaria ela ir embora.

Porém, já por volta das 5h20, ela foi estuprada novamente até ser deixada na porta de sua casa. Lá, ela ligou para a Polícia Militar, que fez rondas na casa onde a vítima foi levada pelo agressor, mas não o encontrou. A placa do veículo foi anotada e o caso foi encaminhado à Polícia Civil.

Gazeta Digital

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques

Pesquisa aponta Bolsonaro como o melhor chefe dos Poderes

Um levantamento divulgado nesta quarta-feira (26) pelo instituto Paraná Pesquisas mostra que 43,6% dos entrevistados simpatizam com o presidente Jair Bolsonaro. A pesquisa listava cinco nomes. Rodrigo Maia (presidente da

Destaques 0 Comentários

Mulher grávida é presa transportando cloridrato de cocaína de MT para o Maranhão

Uma jovem grávida, tentando transportar mais de 2 quilos de cloridrato de cocaína para o estado do Maranhão, foi presa pela Polícia Judiciária Civil nesta terça-feira (19.11), no Terminal Rodoviário

Destaques 0 Comentários

SERVIDORA CONTESTA VERSÃO E AFIRMA TER SIDO AGREDIDA POR MÉDICA (FOTOS E AÚDIO)

A servidora municipal Cristiane Castro da Cunha, do município de Jaciara-MT (142km de Cuiabá) que foi acusada de suposta agressão a médica J.A.L., contestou a versão do boletim de ocorrência