MP paraguaio desiste de denúncia, e Ronaldinho Gaúcho será libertado

MP paraguaio desiste de denúncia, e Ronaldinho Gaúcho será libertado

O MP do Paraguai não achou prova e desistirá da denúncia ao brasileiro e seu irmão, que usaram passaportes falsos. Pagarão multa e estarão livres

“Desde 6 de março, não canso de repetir.

“O Ronaldo foi preso ilegalmente aqui no Paraguai.

“Ele passou cinco meses de sua vida preso.

“E finalmente hoje, o Ministério Público reconheceu que não há prova nenhuma contra o Ronaldo e seu irmão Roberto.

“Como o MP paraguaio não achou provas, desistiu da ação contra os dois. Eles são inocentes, como sempre disseram “, desabafou, irritado, o advogado de defesa de Ronaldinho Gaúcho, Sergio Queiroz.

Em Assunção, Queiroz acompanhou durante estes 151 dias todo o processo, desde Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis entraram no Paraguai com passaportes falsos.

Ambos tinham passaportes que os mostravam como naturalizados paraguaios. O que jamais aconteceu.

Eles viajaram a convite de Dalia López, empresária.

A desconfiança das autoridades paraguaias era que Dalia estaria organizando um esquema de lavagem de dinheiro. Foi decretada também sua prisão, mas ela conseguiu fugir. E até hoje está foragida.

A defesa do jogador sempre repetiu que foram os funcionários de Dalia que entregaram os passaportes aos dois. E que eles os utilizaram de maneira inocente.

A nova audiência, pedindo a liberdade dos dois, já que o MP não conseguiu prova alguma, deverá acontecer na próxima semana.

Deverão sair do hotel cinco estrelas, onde estão detidos, há quatro meses e voltar ao Brasil.

Sérgio, como se explica o fim desses cinco meses de prisão do Ronaldinho e do Assis?

O fim de uma enorme injustiça. Desde que eles foram detidos, ainda em março, foi decretada a prisão de forma completamente irregular.

Como se prende uma pessoa para investigar? Cansamos de repetir que os dois eram inocentes. E que não poderiam estar presos de forma alguma.  O erro foi ter pego os passaportes e tê-los utilizado aqui no Paraguai.

Mas isso é um crime…

Sim, e previsto na legislação paraguaia. Ela recomenda a multa. Só. São 90 mil dólares por pessoa (cerca de R$ 478 mil). E acabou. Os dois vão fazer o que a justiça paraguaia impediu desde o dia 6 de março. Pagarão por terem usado o passaporte. E acabou esse processo.

(A imprensa paraguaia diverge desse ponto. Diz que Assis terá de pagar 110 mil dólares, R$ 584 mil, para que não fosse condenado a dois anos de prisão. Por, teoricamente, ser o responsável por entregar os passaportes às autoridades…)

Qual será o próximo passo? Quando deixarão o hotel, onde cumprem prisão domiciliar?

Estamos pedindo uma audiência para o mais rápido possível. Porque a justiça já tem o parecer do Ministério Público, apontando para a inocência dos dois. Não vai demorar. 

O Ronaldinho e o Assis pensam em processar o estado paraguaio por esses cinco meses de prisão?

Vamos pensar com calma o que fazer depois da libertação dos dois desta prisão completamente irregular.

O que eu quero também é que a imprensa mundial divulgue a inocência do Ronaldo.

E da mesma maneira que se apressou em divulgar suposições de lavagam de dinheiro, esquemas ilegais. O que jamais aconteceu.

A reputação do Ronaldo foi exposta e agora, a própria imprensa tem de reconhecer o erro…

https://esportes.r7.com/

Talvez você também goste

Destaques

Imunidade pós-vacina pode demorar semanas, dizem especialistas

O início da campanha de vacinação contra a covid-19 levou esperança a milhões de brasileiros que esperam pelo momento em que poderão retomar uma rotina mais próxima à qual estavam

Política

Deputado Thiago Silva tem destaque no parlamento na luta contra a covid 19 e no combate a violência contra a mulher

Durante o ano parlamentar de 2020, o deputado estadual Thiago Silva (MDB) dedicou-se a trabalhar com o foco na pandemia e o apoio a saúde pública em todas as regiões

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

VEREADOR THIAGO SILVA VIABILIZA TRATORES E CAMINHÃO PARA A ZONA RURAL

O vereador Thiago Silva viabilizou através de uma indicação a Prefeitura Municipal de Rondonópolis e ao Deputado Federal Carlos Bezerra uma emenda parlamentar de cerca de R$ 750.000,00 da Superintendência