MEMBROS DO MINISTÉRIO DO TRABALHO INVESTIGADOS PELA PF POR DESVIOS DE R$ 12 MILHÕES

MEMBROS DO MINISTÉRIO DO TRABALHO INVESTIGADOS PELA PF POR DESVIOS DE R$ 12 MILHÕES

Na quinta-feira, 13, a Polícia Federal deflagrou a quinta fase da operação Registro Espúrio, que apura desvio de valores da Conta Especial de Emprego e Salário – CEES, mantida pelo Ministério do Trabalho. O ministro Edson Fachin, do STF, determinou o afastamento do consultor jurídico da pasta, Ricardo Leite.

De acordo com as investigações, a Polícia Federal verificou, após análise de cruzamento de dados coletados, que foram desviados pelo menos R$ 12,9 milhões da conta por meio de pedidos fraudulentos de restituição de contribuição sindical.

Segundo a PF, uma organização criminosa arregimentava entidades interessadas na obtenção fraudulenta das restituições e realizava os pedidos com base na portaria 3.397/78 do MTE, com reconhecimento indevido do direito creditório. Os valores eram transferidos para a Conta Salário e, posteriormente, repassados a servidores públicos e advogados integrantes do esquema.

A organização criminosa, ainda de acordo com a Polícia Federal teria arregimentado Ricardo Leite, efetivando, ainda, em 2017, a nomeação de membro da quadrilha para o cargo de superintendente regional do Trabalho no DF. Segundo a PF, a nomeação foi feita no intuito de se deferir, de forma irregular, os pedidos de restituição sindical formulados por entidades ligadas ao banco.

Ao todo, a PF cumpre 14 mandados de busca e apreensão em Brasília, Goiânia, Anápolis/GO e Londrina/PR. Os investigados deverão responder pelos crimes de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, falsificação de documento público e lavagem de dinheiro.

Afastamentos

Em julho, durante a terceira fase da operação, o ministro Edson Fachin determinou o afastamento do então ministro do Trabalho Helton Yomura. À época, a PF afirmou que Yomura havia sido colocado no cargo para dar continuidade às irregularidades investigadas na operação.

Redação com Migalhas

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

Ganha Tempo de Rondonópolis tem novo horário de funcionamento

O Ganha Tempo de Rondonópolis passou a funcionar com um novo horário de atendimento ao público: das 7h30 às 17h30, de segunda a sexta. O Ganha Tempo disponibiliza ao cidadão, centralizando num

Notícias 0 Comentários

VEREADOR REIVINDICA POÇOS ARTESIANOS PARA ASSENTAMENTOS RURAIS

O vereador Thiago Silva apresentou desde o início do seu primeiro mandato ao deputado Carlos Bezerra (PMDB), várias indicações para perfuração de poços artesianos em assentamentos rurais da cidade e

VIVO TEM PROBLEMAS EM MT/MS/GOIAS E BRASÍLIA

Nestes últimos 12 dias a cidade de Rondonópolis MT, vem sofrendo o descaso da operadora VIVO que por sua vez continua não prestando os serviços de qualidade e ainda cria

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta