Medicamentos contra coronavírus – Governo deve publicar ainda hoje aquisição emergencial

Medicamentos contra coronavírus – Governo deve publicar ainda hoje aquisição emergencial

O Governo do Estado deve publicar ainda nesta quarta-feira (23) um decreto de aquisição emergencial de seis medicamentos para compor o estoque farmacêutico da atenção básica de saúde. A intenção é fornecer aos profissionais os remédios a serem usados no início do tratamento contra o novo coronavírus (Covid-19).

Os medicamentos, apelidados de “Kit Covid”, no entanto, não devem ser administrados àqueles que não necessitam. Segundo o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, a intenção é que eles sejam prescritos por médicos.
 
“Eu sou contra fazer um pacotinho de remédio ir para um sinaleiro e ficar distribuindo nos carros, porque isso é exercício ilegal da profissão. Quem prescreve é médico. Simplesmente colocar um monte de gente entregando pacotinho de remédio pra quem precisa e pra quem não precisa é ilegal”, afirmou Gilberto.
 
Segundo ele, a aquisição destes medicamentos é de competência da esfera municipal. No entanto, neste momento de pandemia o governo do Estado pretende ajudar os municípios que estão em déficit.
 
“O governo concorda que haja atendimento precoce. Muitos desses remédios são administrados em alta escala, muitas pessoas estão tomando”, explicou. Estes medicamentos, caso realmente sejam adquiridos, serão destinados à atenção primária e secundária.
 
Gilberto ainda questionou o porque de as Prefeituras não terem adquirido estes medicamentos até agora. “Que tipo de atendimento será feito? É só medir a temperatura e mandar o paciente embora pra casa? Pra isso ele não precisa ir até a unidade de saúde”, disse. “É preciso ter algo além de uma entrevista ao paciente. É preciso prescrever algo básico”.
 
O secretário lembrou que se reuniu com médicos para definir um protocolo de atendimento aos pacientes com coronavírus, mas não citou nomes de remédios, lembrando que eles devem ser prescritos somente por médicos, já que o uso indiscriminado pode trazer efeitos negativos, dependendo do paciente e seu histórico de saúde.

Redação com Olhar Direto

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

CIRO SEM CENTRÃO E ALCKMIN UNIDO AO PTB

Desandou, a conversa do Centrão — ou Blocão — com Ciro Gomes. Parecia quase lá, não foi. Segundo o Painel, o presidente do PR, Valdemar Costa Neto, deu para trás

Destaques 0 Comentários

Transparência | Em menos de três anos IMPRO passou por várias auditorias

Instituto Municipal de Previdência dos Servidores de Rondonópolis (IMPRO) é um dos órgãos municipais mais fiscalizados da cidade. A autarquia responsável pela gestão e pagamento de aposentados e pensionistas presta

Notícias 0 Comentários

SETE DEPUTADOS FORAM PAGOS PARA NÃO DENUNCIAR CORRUPÇÃO NO DETRAN, SEGUNDO MP

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou os parlamentares na Operação Bereré que teriam recebido valores desviados de um contrato do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). Os deputados