MAX RUSSI E WILSON SANTOS SECRETÁRIOS DE ESTADO CONTINUAM RECEBENDO COMO DEPUTADOS

MAX RUSSI E WILSON SANTOS SECRETÁRIOS DE ESTADO CONTINUAM RECEBENDO COMO DEPUTADOS

Com discursos de enfrentamento à crise econômica que assola o país, os secretários de Estado Wilson Santos (Cidades) e Max Russi (Trabalho e Assistência Social) continuam a receber seus vencimentos como deputados estaduais.

Apesar de seus cargos no staff da gestão Pedro Taques, Santos e Russi não recebem salário do Poder Executivo, sendo pagos somente pela Assembleia Legislativa.

Isso porque, como parlamentares que ocupam cargos no Governo, eles têm a prerrogativa de escolher apenas um órgão para receber seus vencimentos.

Com uma diferença de mais de R$ 7 mil, os dois secretários optam por receber a remuneração paga pela Assembleia Legislativa.

Enquanto o salário de um secretário de Estado está em R$ 18.250,90, o de um deputado estadual está em R$ 25.300.

A escolha dos dois políticos faz com que a Assembleia, todos os meses pague o salário de 26 parlamentares, quando apenas 24 realizam trabalhos legislativos.

Isso porque, na ausência dos dois parlamentares, seus suplentes assumem o mandato e recebem seus vencimentos.

Mensalmente, a folha de pagamento com 24 deputados deveria ser de R$ 607.200,00 (seiscentos e sete mil e duzentos reais). Mas, com o pagamento dos dois parlamentares que exercem trabalhos no Governo, a Casa tem um custo mensal de R$ 657.800,00 (seiscentos e cinquenta e sete mil e oitocentos reais).

Wilson foi nomeado secretário em novembro do ano passado. Já Max Russi assumiu a Setas em janeiro.

Nepotismo?

Recentemente, Elias Santos – que é irmão de Wilson – foi nomeado secretário de Gestão da Assembleia Legislativa.

Sua nomeação causou revolta em deputados que chegaram, inclusive, a solicitar que o presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho, anulasse a nomeação por se tratar de um possível caso de nepotismo.

Contudo, sem Wilson na Assembleia, o caso de nepotismo foi amenizado, ainda que seu mandato continue a existir até o final de 2018.

Hoje, os dois irmãos recebem salário pela Assembleia Legislativa.

Outro lado

A reportagem tentou contato com os dois políticos. Wilson Santos não atendeu as ligações da reportagem. A chamada feita ao telefone de Max Russi foi direcionada para a caixa de mensagens.

Abaixo, clique na seta para a direita para ver os recebimentos dos parlamentares.

 

 

Por Tarley Carvalho/Isso É Notícia

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Política 0 Comentários

CONJUNTO SÃO JOSÉ DISCUTE LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL NESTA TERÇA (24) EM RONDONÓPOLIS

Nesta terça-feira (24), às 19h, no Centro Multiuso do Conjunto São José a Comissão Permanente de Finanças e  Orçamento da Câmara Municipal realizará audiência pública para discutir  com a população

Mato Grosso 0 Comentários

Aeroeste assume Aeroporto Marinho Franco que foi Privatizado

Em um leilão nesta sexta-feira (15) na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), O consórcio Aeroeste arrematou a concessão do Aeroporto Municipal Marinho Franco em Rondonópolis MT pelos próximos

Destaques

Pátio culpa a imprensa de Rondonópolis e foge de suas responsabilidades

O prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio (SD), atirou para todos os lados e metralhou a imprensa da cidade, criticou o governador do Estado de Mato Grosso, Mauro Mendes

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta