LOCKDOWN – PM é acionada para conter festa e encontra droga com frequentadores em Rondonópolis

LOCKDOWN – PM é acionada para conter festa e encontra droga com frequentadores em Rondonópolis

Policiais militares do 5º Batalhão de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá) encaminharam à delegacia na madrugada desta segunda-feira  (29.06), cinco homens por promoverem aglomeração. Com dois deles foram encontrados entorpecentes.

Conforme o boletim de ocorrência, os policiais foram informados que pessoas estariam de uma área de eventos participando de uma festa. Contrariando as medidas estabelecidas para evitar a propagação do coronavírus.

Quando a equipe chegava, houve um principio de tumultuo, mas foi contido. Dos cinco homens que ficaram dois deles carregavam porções de pasta base de cocaína.

No local, os policiais encontraram caixas de cerveja e garrafas de bebidas destiladas. Tudo apreendido.  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

PMMT

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

Gestores municipais e servidores participam de capacitação sobre termo de referência e lei anticorrupção

Termo de referência com ênfase na governança pública e coorporativa sob a égide da lei anticorrupção brasileira e da Lei Sapin II” é o tema do workshop que reúne secretários

Notícias 0 Comentários

CID GOMES LEVA DOIS TIROS DE .40 NO CEARÁ

O senador Cid Gomes foi baleado, ontem, na cidade cearense de Sobral, por policiais militares em greve. O irmão de Ciro Gomes tentava romper o piquete nos portões de um

Polícia 0 Comentários

PF alerta ministros do STF sobre planos de ataque terrorista contra a corte

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, encaminhou aos magistrados da corte um ofício sigiloso informando que uma célula terrorista estaria planejando “agressões contra ministros” do tribunal. Segundo