Justiça proíbe Eder Moraes de atuar em estatal por falta de idoneidade moral

Justiça proíbe Eder Moraes de atuar em estatal por falta de idoneidade moral

A Justiça de Mato Grosso proibiu o ex-secretário Eder de Moraes Dias de ocupar qualquer cargo de direção na Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (Desenvolve MT). A decisão, em caráter liminar foi proferida pelo juiz João Thiago de França Guerra.

A medida atende a pedido formulado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), em ação de dissolução parcial de sociedade empresarial.

Além do veto a ocupar cargo de direção, Eder também teve o direito ao voto suspenso na Diretoria Executiva.

A PGE sustenta que Eder não possui idoneidade moral para permanecer sócio da empresa, já que responde a ações por crimes contra a administração pública estadual, o que afeta a credibilidade da empresa estatal.

A situação tem provocado a ira do ex-secretário já que já declarou guerra aos contrários à sua permanência na DesenvolveMT. A PGE acionou a Justiça quando percebeu que Eder articulava a presidência da estatal.

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Aeronave cai sobre carros logo após decolagem em Belo Horizonte (MG)

Aeronave cai sobre carros logo após decolagem em Belo Horizonte (MG) Avião de pequeno porte caiu na manhã desta segunda-feira (21). Ainda não há informações sobre vítimas Uma aeronave caiu

Destaques 0 Comentários

RIO DE JANEIRO: Judô de Mato Grosso disputa Campeonato Brasileiro

Trinta judocas de Mato Grosso participam do Campeonato Brasileiro Sub-15 e Sub-18 de Judô com Treinamento de Campo, que acontece neste final de semana no Rio de Janeiro. A Arena

Destaques 0 Comentários

” NÃO EXISTE NADA ESCURO E NENHUMA TRETA DENTRO DA CODER”, REBATE A PRESIDENTE DA CODER SOBRE DECLARAÇÕES DE VEREADOR

A presidente da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis CODER) Nívia Calzolari, em entrevista ao Marreta Urgente, na manhã deste sábado (23/03), rebateu o vídeo publicado pelo vereador Rodrigo Zaelli (PSDB),