JANAINA RIVA AGORA SABE A DIFERENÇA ENTRE SER A PEDRA E SER A VIDRAÇA

JANAINA RIVA AGORA SABE A DIFERENÇA ENTRE SER A PEDRA E SER A VIDRAÇA

A deputada estadual Janaina Riva (MDB), que ocupa a presidência (interinamente) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, foi eleita sob o manto da defesa dos servidores públicos, sua principal bandeira, fez um trabalho importante nas negociações para pagamento do RGA e fez duras críticas ao governo Pedro Taques sobre o tema.

Agora, a “musa” dos servidores públicos que sempre criticou, com veemência, qualquer forma de atraso salarial dos servidores, mesmo por motivos alheios à vontade do executivo, chegou a pedir “calma” aos servidores estatuais, diante do escalonamento salarial feito pelo atual gestor Mauro Mendes, já que o Estado está em grave crise financeira.

Bem, além disso, agora ocupando a presidência da ALMT, em razão da licença do deputado Eduardo Botelho, a Deputada Riva está tendo a oportunidade de compreender a realidade da gestão pública. Já que, enquanto prefeituras como a de Várzea Grande, Cuiabá, Rondonópolis  e outras depositaram o salário dos servidores no último dia 30 de abril véspera do dia do trabalho 1º de maio; os servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso estão no aguardo do pagamento de seus salários que deverá ocorrer ainda  próxima semana, provavelmente após o dia 6, já que nessa sexta-feira (3) foi decretada folga aos servidores e nada terá andamento dentro da Casa de Leis. Fizemos contato com o setor financeiro da ALMT, na última semana, embora com atrasos no pagamento do Duodécimo, a Assembleia possui dinheiro em caixa para honrar com os salários dos servidores.

Então, mesmo com dinheiro em caixa, a presidente não conseguiu determinar o pagamento dos salários. Diversos fornecedores da Casa de Leis também estão com seus recebimentos em atraso.

É correto afirmar que a presidente da ALMT Janaina Riva, está dentro da lei; que prevê o 5º dia útil como prazo final para pagamento de salários, no entanto é claro que ela deveria se basear em seu histórico de lutas junto a classe se servidores, e ter realizado o pagamento antecipado, mas pelo visto preferiu agir com o prazo de lei.

“Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”, ou seja, classificá-la como deputada dos servidores, não é a mesma coisa que ser a deputada presidente da ALMT. A parlamentar aliada do Governo Mauro Mendes, é também aliada das pautas dos servidores públicos e detentora da caneta na ALMT. Como lidar com tudo isso? Estar com a caneta se torna mais desgastante do que estar somente na tribuna da Casa.

Marreta Neles!

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

Ponte da Lions Receberá Sinalização da Capacidade de Peso Máximo Permitido

Os caminhoneiros que desde sexta feira (13) estão fazendo protestos e trancando a BR 364 e BR 163 em Rondonópolis/MT para passagem dos graneleiros e similares tem feito com que

Notícias 0 Comentários

Barra do Garças concorre em duas categorias do Prêmio Nacional do Turismo 2019

A maior premiação do turismo nacional reconheceu dois projetos de Barra do Garças na categoria “Iniciativas de Destaque”. A cidade foi classificada nas duas categorias em que está concorrendo ao

Notícias 0 Comentários

MULHER É PRESA EM FLAGRANTE AO TENTAR ENTRAR EM PRESÍDIO COM PASTA BASE NA VAGINA

Uma mulher foi presa em flagrante neste adomingo ao tentar entrar com 200 gramas de pasta base de cocaina no presidio de Mato Grande em Rondonópolis. J.S.L de 27 anos