GUINANCIO:  SEM VERBA INDENIZATÓRIA, E A FAVOR DA REDUÇÃO DE VEREADORES

GUINANCIO: SEM VERBA INDENIZATÓRIA, E A FAVOR DA REDUÇÃO DE VEREADORES

COMISSÕES DE FINANÇAS E CCJ DERRUBARAM PROJETO DE REDUÇÃO

A câmara de Rondonópolis, através do parecer das comissões de finanças e Constituição e Justiça que deram pareceres contrários, e assim enterraram o projeto que reduziria o número de vereadores de 21 para 15 na casa de Leis.

O vereador Subtenente Guinancio (PSDB) um dos propositores do projeto e por este motivo não pode votar, na comissão da CCJ.

“Quero deixar claro à população que apesar de ser da CCJ, desta vez não pude votar pela admissibilidade, mas não concordo com a dita inconstitucionalidade alegada”, afirmou o Guinancio

Ele é o único vereador que não recebe a verba indenizatória de R$10 mil mensais, logo no dia da posse entregou um documento onde renunciava ao provento.

Segundo Guinancio a verba como vem sendo utilizada pela maioria dos vereadores, não está cumprindo seu papel e sim ocupando um papel de assistencialismo a população ou até um complemento para o salário do parlamentar.

“Temos que entender qual verdadeiro papel do vereador de legislar e fiscalizar para que todas as ações tragam um bem comum a toda a sociedade e não somente a algumas pessoas”.

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

COMERCIANTES INDIGNADOS RECLAMAM DA DEMORA NA CONCLUSÃO DE OBRA DA RUA FERNANDO CORRÊA EM RONDONÓPOLIS

Nos últimos trinta dias, moradores e comerciantes da Rua Fernando Corrêa da Costa, entre a ponte do Rio Arareau e a Avenida Lions Internacional. No entorno da área entre o

Destaques 0 Comentários

Por que parlamentares também querem restringir visita íntima dos presos

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), não está sozinho na defesa do fim da visita íntima no sistema carcerário. Ao menos 15 projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional

ESQUERDISTA PEDE “LULA LIVRE” E JORNALISTA REAGE “VAI A PUTA QUE PARIU”

Durante a Manifestação em apoio ao Governo Bolsonaro, a operação Lava Jato e ao ministro Sérgio Moro na avenida Paulista neste domingo (25). Um fato inusitado aconteceu com o jornalista