GREVE NA EDUCAÇÃO:  JUDICIÁRIO “PORCO”, DIZ GREVISTA

GREVE NA EDUCAÇÃO: JUDICIÁRIO “PORCO”, DIZ GREVISTA

Quando uma demanda chega ao Poder Judiciário, significa que todos as formas de diálogo fracassaram, então cabe a justiça resolver os conflitos até mesmo com a administração pública. Por isso, as decisões judiciais têm enorme importância e devem ser respeitadas e prontamente atendida.

Quem nunca ouviu o ditado, “ordem judicial não se discute, se cumpre”.

No entanto um áudio que circula em redes sociais, atribuído supostamente a uma professora, da direção do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), questiona a decisão judicial contra a greve e chama o Judiciário de “porco”; e afirma que não voltarão ao trabalho.

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso, determinou que os servidores voltem ao trabalho no prazo de 72 horas, sob pena de multa de R$ 150 mil por dia. A decisão da desembargadora Maria Erotides Kneip, considerou ilegal a greve dos professores em Mato grosso.

Ouça o áudio:

Redação

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

Pátio vai ingressar com recursos contra pedido de impugnação do MPE

A Assessoria Jurídica do prefeito José Carlos do Pátio (SD), candidato à reeleição, vai ingressar com recurso junto à 46ª Zona Eleitoral. Segundo os advogados, o candidato cumpriu com a

RONDONÓPOLIS

Rondon Plaza Shopping retorna as atividades

Após paralisar as atividades devido a medidas impostas para conter o avanço do novo coronavírus por meio de decreto municipal, o Rondon Plaza Shopping retorna o seu funcionamento na próxima

Destaques 0 Comentários

BOLSONARO LIDER NA PESQUISA COM 35% DOS VOTOS À PRESIDÊNCIA NO MT

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera as intenções de votos para a Presidência da República em Mato Grosso. Em pesquisa realizada pelo instituto Real Time BigData, e divulgada na

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta