Marcello Casal JR/Agência Brasil Governo proíbe entrada de estrangeiros pelos aeroportos no Brasil

Governo proíbe entrada de estrangeiros pelos aeroportos no Brasil

O governo federal editou no inicio da noite desta sexta-feira (27) uma portaria para proibir temporariamente a entrada de estrangeiros de todas as nacionalidades que chegarem ao Brasil pelos aeroportos. A medida tem validade de 30 dias. 

O fechamento da fronteira aérea foi feito a partir de recomendações técnicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em função da pandemia do novo coronavírus (covid-19).  

A regra não será aplicada no caso de brasileiros que retornem ao país, imigrantes que moram no Brasil, parentes diretos de brasileiros e estrangeiros que são membros de órgãos internacionais. A norma também libera a entrada de quem estiver em trânsito para outros países, desde que o passageiro fique somente na sala de trânsito dos aeroportos, além de tripulantes de empresas aéreas. 

Na semana passada, o governo brasileiro tomou a primeira medida para restringir a entrada de estrangeiros.

A nova portaria foi editada pelo ministros da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, da Casa Civil, Braga Neto, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. 

Agência Brasil

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

CARREATA PRÓ-BOLSONARO REÚNE MAIS DE 600 VEÍCULOS EM RONDONÓPOLIS.

Mais uma grande demonstração de apoio à candidatura de Jair Bolsonaro a presidência da republica aconteceu neste sábado (22.09) em Rondonópolis, a carreata organizada pelo comitê local Pró-Bolsonaro reuniu cerca

IGREJAS SERÃO TRIBUTADAS, DIZ SECRETÁRIO DA RECEITA

Marcos Cintra, secretário da Receita Federal, em entrevista à Folha, detalha a proposta de reforma tributária que será apresentada pelo governo e inclui a criação de um novo tributo, a

VENEZUELA SE APROXIMA DE UMA GUERRA CIVIL

O presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Juan Guaidó, convocou para hoje a população às ruas em mais uma onda de protestos contra o governo Maduro. Um de seus objetivos é