GOVERNO PERDE MAIORIA NO CONGRESSO

GOVERNO PERDE MAIORIA NO CONGRESSO

Ainda não estão claras as consequências do cavalo de pau político dado por DEM e MDB no presidente Jair Bolsonaro, com a divisão do bloco no Congresso que lhe garantia apoio. Mas, ontem, a oposição celebrava a virada de jogo, de acordo com o Painel. A nova divisão entre os deputados tampouco está clara. Mas as negociações de hoje posicionarão o Congresso Nacional na briga política dos últimos dois anos de governo.

Tales Faria: “Mesmo rachado, o Centrão não muda: continua em busca da maior expectativa de poder. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, soltou nota afirmando que a saída de seu partido e o MDB do Centrão é um fato costumeiro no Congresso, motivado apenas pela distribuição de cargos nas comissões. É o que se chama de uma meia verdade. O motivo foi político mesmo: Arthur Lira, líder do maior partido do centrão, o PP, resolveu apoiar abertamente o governo e encheu os olhos do presidente Bolsonaro com a possibilidade de fechar acordo com todo o bloco. O problema é que, até então, o grande líder do Centrão era o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. E ele não se dá com o presidente da República. Bolsonaro já se coloca como candidato à reeleição e Maia é postulante ao cargo. Com a saída do DEM e do MDB, o bloco de Arthur Lira caiu de cerca de 220 deputados para algo em torno de 150. Juntos, DEM e MDB têm apenas 63. Mas Rodrigo Maia deve tirar do bloco de Lira mais alguns integrantes. E deve manter-se com o apoio de partidos autointitulados ‘Centro independente’, ou ‘Novo centro’. Terá também cerca de 150 deputados. Assim, os dois Centrões que resultaram do racha do Centrão, tendem a continuar mandando na Câmara. Caso a maior parte se junte ao governo, sai vitorioso nas votações junto com Bolsonaro. Caso se junte à oposição, a derrota o é do governo.” (UOL)

Redação com Meio

Talvez você também goste

Notícias

PORTAS ABERTAS – Prefeitura retoma atendimento ao público com restrições

A Prefeitura de Rondonópolis informa a população que está atendendo normalmente das 12 às 18 horas obedecendo os protocolos de segurança para diminuir o contágio do novo coronavírus. Os contribuintes

Notícias

COMBATE AO TRÁFICO -Trabalho das forças de segurança vai além das apreensões de drogas

Desarticular as organizações criminosas que sustentam o tráfico de drogas é uma tarefa que exige a integração das forças de segurança. Além das apreensões de drogas, há também as prisões

Notícias

Missão Cidadão centraliza atendimentos na Praça Brasil a partir de segunda-feira (20/07)

“Missão Cidadão” é um projeto instituído pelo recém-formado Conselho de Entidades de Rondonópolis, que teve início na terça-feira, 7 de julho e segue até o dia 21 de agosto. A