GOVERNO BATE CABEÇA SOBRE FRETE

GOVERNO BATE CABEÇA SOBRE FRETE

A greve dos caminhoneiros acabou, mas o governo se meteu num vaivém em torno da tabela com o preço mínimo do frete rodoviário. E a indefinição simplesmente travou parte da economia. Segundo o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, quem está impedindo o curso das negociações é o setor de agronegócio. De acordo com ele, das cinco tabelas em elaboração pelo governo, uma para cada tipo de carga, a única sobre a qual não há entendimento é a dos graneleiros (mercadorias a granel).

Pois é. Sem definição para o custo dos transportes, as empresas adiam os embarques de mercadorias. O reflexo inevitável ocorre tanto na exportação quanto na produção. No setor do agronegócio o atraso já conta onze dias. São mais de 450 mil toneladas de alimentos que deixam de ser embarcadas a cada dia. E, nas indústrias começam a surgir dificuldades para obter insumos.

Aliás… A equipe econômica do governo federal estima que o impacto da greve dos caminhoneiros custou ao país R$ 15 bilhões. Ou seja: 0,2% do PIB.

Redação com Canal do Meio

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

BRIGA GENERALIZADA DESTRÓI PADARIA EM ANÁPOLIS EM POUCOS SEGUNDOS.

Uma padaria de Anápolis, em Goiás, foi invadida e uma confusão entre oito pessoas que destruíram o local. Por mais de trinta segundos, várias pessoas trocam chutes e socos, e

Notícias 0 Comentários

BOLSONARO COM UM PÉ NO PLANALTO: IBOPE CONFIRMA 52 A 37%

Confirmando os números das pesquisas anteriores, o Ibope anunciado ontem à noite enxergou larga distância entre Jair Bolsonaro, que tem 52% dos votos totais, e Fernando Haddad, com 37%. 9%

Mato Grosso 0 Comentários

LAVA JATO PANTANEIRA: FÁBIO GARCIA E VALTENIR PEREIRA SÃO CITADOS EM ESQUEMAS DE PROPINA

O ex-governador Silval, em um dos trechos de sua delação homologada no STF, revela que, em 2012 foi assinado um convênio com a Petrobrás de arrendamento da termoelétrica Pantanal Energia.