GAP prende cinco suspeitos em flagrante por furto a estabelecimento comercial em Várzea Grande

GAP prende cinco suspeitos em flagrante por furto a estabelecimento comercial em Várzea Grande

Policiais militares do Grupo de Apoio (GAP) do 4º Batalhão de Várzea Grande prenderam em flagrante cinco homens por furto a um estabelecimento comercial, no bairro 23 de Setembro.

A guarnição estava em ronda pelo bairro Jardim Potiguar quando viu cinco pessoas correndo e entrando em um veículo Classic. A ordem de parada com sinais sonoros não foi obedecida pelo motorista, que saiu em alta velocidade até o bairro 23 de Setembro, onde parou. Os policiais então abordaram os suspeitos.  

Dentro do carro foram encontradas diversas peças de veículos e cabos de bateria. O proprietário esteve no local e disse que os cinco suspeitos haviam prestado serviço para ele durante o dia.

Indagados, A.S. (34), A.C.A. (31), J.A.N. (25), P.E.O.C. (34) e A.M.M. (33), confirmaram que haviam furtados as peças.   

Os cinco suspeitos possuem passagens criminais e foram encaminhados à delegacia para as devidas providências.

Assessoria

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Principal Destaques 0 Comentários

SEGURANÇA PÚBLICA: RONDONÓPOLIS AGUARDA VIATURAS PROMETIDAS E 190 NÃO FUNCIONA

Não é de hoje que os conselhos comunitários de segurança (CONSEG’S), cobram incessantemente as promessas do governo estadual em mato grosso. Especialmente da secretaria de segurança pública, cujo titular Rogers

Notícias 0 Comentários

APÓS INDICAÇÕES DE OSCAR, ESCOLA JOSÉ ALVES BEZERRA TERÁ REFORMA LANÇADA NA SEXTA

Na sexta-feira (26), será lançada a reforma e reconstrução da Escola Estadual José Alves Bezerra, em Porto dos Gaúchos (650 quilômetros de Cuiabá). A reforma é fruto de indicações do

Destaques 0 Comentários

DUAS CARRETAS CARREGADAS TOMBAM ENTRE SORRISO E NOVA MUTUM

Uma carreta Volvo, frigorífica, tombou a cerca de 40 km de Nova Mutum sentido Posto Gil. Ela trafegava sentido Cuiabá, saiu da pista e tombou fora da rodovia.O carreteiro, não