Fávaro é eleito e permanece senador de Mato Grosso

Fávaro é eleito e permanece senador de Mato Grosso

Carlos Fávaro (PSD) está reeleito senador de Mato Grosso de acordo com a apuração do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). Fávaro liderou a coligação Fazer Mais Por Mato Grosso, tendo como primeira suplente a empresária Margareth Buzetti  (PP) e o ex-deputado José Lacerda (MDB). Em segundo lugar na disputa ficou a candidata Coronel Fernanda (Patriota).

“Estou muito feliz. Estava confiante nesta vitória, mas a gente só sabe o resultado final depois da contagem do último voto – e essa contagem, embora um pouco atrasada na eleição de hoje, mostra que a população de Mato Grosso avalia bem o nosso trabalho e quer a nossa permanência no Senado. A população decidiu e minha resposta não pode ser outra senão trabalhar e fazer cada vez mais por Mato Grosso. Isso é uma honra”, afirma o senador. 

Após uma disputa acirrada entre 11 candidatos, incluindo desde políticos experientes a estreantes,  Fávaro confirmou o favoritismo e conquistou definitivamente a vaga que ocupava desde abril de forma interina. 

Terceiro colocado na eleição de 2018, ele assumiu a vaga após a cassação da chapa eleita, por irregularidades e caixa 2 na campanha, para que Mato Grosso não ficasse com um senador a menos que os demais estados enquanto a eleição suplementar não se realizasse. 

Durante os seis meses em que esteve interino, Fávaro mostrou atuação intensa. Conseguiu interferir no projeto de lei que destinava recursos de socorro aos estados e municípios devido à pandemia, mudando a fórmula de divisão dos recursos e aumentando o valor destinado ao estado e seus 141 municípios, de pouco menos de R$ 1 bilhão para mais de R$ 2,3 bilhões. 

Também aprovou no Senado projeto de lei que autoriza o poder público a contratar aviões agrícolas para combater incêndios florestais e apresentou projetos para a criação de duas novas universidades federais autônomas: a do Nortão de Mato Grosso (UFNMT), com sede em Sinop, e a do Araguaia (UFAR), com sede em Barra do Garças. 

Reconhecido pela facilidade de articulação política pelo bom relacionamento com o Governo Federal, Fávaro tem a oportunidade de ser o principal interlocutor de Mato Grosso em Brasília, fazendo a ponte necessária ao com andamento das relações políticas. 

Fávaro superou 10 outros candidatos na eleição, a saber: Coronel Fernanda (Patriota), Pedro Taques (Solidariedade), Nilson Leitão (PSDB), Coronel Fernanda (Patriota), Procurador Mauro (PSOL), José Medeiros (Podemos), Sargento Elizeu (DC), Valdir Barranco (PT), Euclides Ribeiro (Avante), Reinaldo Morais (PSC) e Feliciano Azuaga (Novo).

Redação com PNB

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

Saúde: Santa Casa recebe R$ 2 milhões da Prefeitura de Rondonópolis

A Prefeitura Municipal de Rondonópolis antecipou para a Santa Casa R$2 milhões para que a instituição o utilize em benefício de pacientes do SUS do município. O repasse financeiro foi

Destaques 0 Comentários

WhatsApp afirma que não foi contratada por Bolsonaro

Ontem (12), o WhatsApp enviou uma nota ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atendendo a solicitação do ministro Barroso, sobre contratação de envio de mensagens em massa nas eleições brasileiras de

Destaques

FOGO NA ALDEIA BOMBEIROS TRABALHAM NO COMBATE EM RONDONÓPOLIS

Na manhã desta quarta-feira (26) por volta da 5h30 a guarnição do Corpo de bombeiros retornou à aldeia para continuar o monitoramento do fogo. Ontem dia 25 de agosto foi