EXAME DESCARTA ÓBITO DO ÚLTIMO CASO SUSPEITO DE H1N1 EM RONDONÓPOLIS

EXAME DESCARTA ÓBITO DO ÚLTIMO CASO SUSPEITO DE H1N1 EM RONDONÓPOLIS

ÚLTIMO CASO
Exame descarta óbito por suspeita de H1N1

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde informa que deu negativo o exame do último paciente que veio à óbito com suspeita de ter sido infectado pelo vírus H1N1. O resultado recebido nesta quarta-feira (26) conclui o diagnóstico dos cinco óbitos registrados em Rondonópolis com a suspeita da doença.

Apenas dois casos foram comprovados que os pacientes estavam infectados pelo vírus, sendo que um deles era morador da cidade de Pedra Preta. Os outros três casos tiveram resultado negativo sobre a presença da doença.

Apesar do caso negativo, a gestão municipal está buscando apoio de parlamentares para tentar fazer com que o governo federal encaminhe mais doses da vacina para Rondonópolis. Ainda nesta quarta-feira, o deputado federal Dr. Leonardo esteve no Ministério da Saúde levando a situação do município para buscar novas doses.

Para a secretária de Saúde do município Izalba Albuquerque o resultado do exame traz, de certa forma, um alívio, por saber de apenas um caso na cidade. “Ainda com essa notícia positiva, estamos atentos caso apareça algum outro caso suspeito e continuamos trabalhando para tentar trazer mais doses da vacina”, comentou.

Mesmo com um caso positivo, Rondonópolis cumpriu a meta de vacinação dos grupos prioritários estabelecida pelo Ministério de Saúde definida para esse ano. Entre 10 de abril e 31 de maio, período de realização da campanha, o município, que deveria imunizar 57.517 rondonopolitanos do chamado “grupo de risco”, vacinou 58.727, o que corresponde a 102.10% da meta.

Rafael Vicentini

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Notícias 0 Comentários

NÃO EXISTEM ELEMENTOS QUE LIGUEM O GOVERNADOR PEDRO TAQUES AO CASO DOS GRAMPOS

O desembargador Orlando de Almeida Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, usou quase 100 páginas para decretar a prisão do ex-secretário da Casa Civil do Estado, Paulo César

Mato Grosso 0 Comentários

ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA NO MPE: PROMOTORES DE JUSTIÇA ESTARIAM ENVOLVIDOS EM ESQUEMA DE GRAMPOS ILEGAIS

Na decisão em que decretou as prisões preventivas de oito pessoas, o desembargador do Tribunal de Justiça Orlando Perri afirmou que tomou a decisão sem pedir manifestação prévia do Ministério

Destaques 0 Comentários

FLAGRANTE: ALUNOS CONFESSAM NÃO SABER MOTIVO DE PROTESTO CONTRA BOLSONARO

As manifestações manipuladas pelos esquerdistas comprovam o que todos já sabem, o corte das verbas não obrigatórias realizados pelo MEC, está refletindo no desespero protagonizado pelas lideranças que a todo

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta