Estadista: “Não fosse governo Bolsonaro, estados e municípios teriam falido”, diz Emanuel

Estadista: “Não fosse governo Bolsonaro, estados e municípios teriam falido”, diz Emanuel

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) em entrevista na segunda-feira (18), afirmou que “Se não fosse o Governo Federal nós não teríamos a menor condição de enfrentar a pandemia”.

Ele disse que sem o apoio do governo Bolsonaro “os estados e municípios simplesmente teriam falido e quebrado”, durante essa crise. Ele lembrou que só para compensar as perdas tributárias foram destinados R$ 164 milhões, o que Cuiabá chegou a registrar entre 30 a 35%.

“Nas ações e na prática o governo está junto e a vacina é o meio mais seguro de enfrentar e vencer a guerra contra a covid-19”, concluiu explicando que o Ministério da Saúde assumiu a frente, adquiriu as vacinas, procurou os governos e prefeitos, os orientou e distribuiu gratuitamente.

Redação com Reporter MT

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Política 0 Comentários

Câmara Municipal Rondonópolis em noite de homenagens á personalidades nesta sexta-feira

Os vereadores da Câmara Municipal de Rondonópolis homenagearão cerca de 40  personalidades do município, durante a 11ª Sessão Solene que será realizada amanhã (29) às 19h00 no Plenário Ulysses Guimarães. Cada

Notícias

Justiça Federal suspende decreto que incluiu igrejas e casas lotéricas como ‘serviços essenciais’

A 1ª Vara Federal de Duque de Caxias suspendeu a aplicação do decreto de Bolsonaro que incluiu igrejas e casas lotéricas como serviços essenciais e que, portanto, poderiam funcionar normalmente

Destaques 0 Comentários

RJ vai utilizar tecnologia de reconhecimento e vigilância facial ao vivo

O Rio de Janeiro pode receber ajuda do Reino Unido para aplicar tecnologia de reconhecimento e vigilância facial. Segundo documentos coletados pelo Unearthed, Conor Burns, ministro do Departamento de Comércio