Esquerda dividida na votação da reforma da previdência

Esquerda dividida na votação da reforma da previdência

O Datafolha indicou reconhecimento, por parte da maioria da população, de que a reforma é necessária. Para a esquerda, a votação de ontem é um divisor de águas.

Um de seus líderes, conversando em off com o jornalista Alberto Bombig, comentou que o grupo termina por reforçar a percepção de que prega o desequilíbrio das contas públicas.  

No entanto mesmo sob ameaça de expulsão pelo PDT, que fechou questão pelo voto contra, a deputada Tabata Amaral gravou vídeo explicando por que votou sim. “Ser de esquerda não pode significar que vamos ser contra um projeto que de fato pode tornar o Brasil mais inclusivo e mais desenvolvido”, afirmou.

“Não é um voto pelo dinheiro de emendas, é um voto que segue as minhas convicções e tudo que estudei até aqui. A reforma não pertence ao governo, ela sofreu diversas alterações feitas por este Congresso.”

E ela não ficou sozinha. Perante sua defesa enfática, carregou consigo mais sete dos 27 parlamentares do partido. No PSB, o racha foi maior. Onze dos 32 deputados decidiram ir contra a orientação da liderança e votaram pela reforma. As bancadas de PT, PCdoB e Psol votaram fechadas contra.

Redação com Meio

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Destaques 0 Comentários

PF EM OPERAÇÃO NO SENADO

A PF entrou agora de manhã no Congresso Nacional. Na mira estão o senador Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no Senado, e seu filho, o deputado Fernando Coelho Filho. Os

Variedades / Entretenimento 0 Comentários

12ª edição do leilão de gado de corte e doações em prol da Apae

A 12ª edição do leilão de gado de corte e doações em prol da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Rondonópolis (Apae) vai acontecer no próximo domingo (22/09),

PT E PMDB O “EIXO DO MAL” NO BRASIL

Em 2002 o então presidente dos EUA, George W. Bush em um discurso chamou governos que ele considerava hostis ou inimigos dos EUA de “Eixo do mal”, trata-se de uma