Entre os mortos na queda do avião estavam familiares de empresário denunciado com Lula

Entre os mortos na queda do avião estavam familiares de empresário denunciado com Lula

Noticiamos hoje (26) a queda do avião em Minas Gerais, que matou quatro pessoas. Entre elas o empresário Adolfo Geo.

Os bombeiros confirmaram que os mortos são o dono da aeronave, Adolfo Geo, a esposa Margarida Giannetti Geo, o piloto Marco Aurélio e o co-piloto, identificado apenas como Oliver. Geo era um dos sócios da empreiteira ARG e possuía fazendas de gado no Norte do estado.

As causas do acidente serão investigadas pelo Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos), órgão da Aeronáutica.

A empreiteira ARG, empresa de Adolfo Geo, está envolvida no esquema do PT com a Guiné Equatorial, no qual Lula foi denunciado recentemente por lavagem de dinheiro.

Rodolfo Giannetti Geo, controlador do grupo ARG, foi denunciado pelo Ministério Público Federal hoje (26). Ele é filho de Adolfo Geo e Margarida Giannetti Geo, mortos no acidente de avião e foi denunciado junto com Lula pelos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência.

Segundo aponta a acusação formal levada à Justiça Federal, “usufruindo de seu prestígio internacional, Lula influiu em decisões do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, que resultaram na ampliação dos negócios do grupo brasileiro ARG no país africano“.

As acusações referem-se ao período entre setembro de 2011 e junho de 2012. Como ex-presidente Lula já ultrapassou 70 anos de idade, o crime de tráfico de influência prescreveu para ele, mas para Rodolfo a acusação permanece.

O empresário faria uma coletiva à imprensa na tarde de hoje, mas suspendeu devido ao acidente e o falecimento dos pais.

Segundo a Lava-Jato, a transação teria rendido R$ 1 milhão ao Instituto Lula. O relato da procuradoria é que Rodolfo Geo procurou Lula e e lhe solicitou intervenção com Teodoro Obiang, líder da Guiné Equatorial, para que os negócios entre o país e a empreiteira continuassem, sobretudo na construção de rodovias.

“As provas do crime denunciado pelo Ministério Público Federal foram encontradas nos e-mails do Instituto Lula, apreendidos em busca e apreensão realizada no Instituto Lula em março de 2016 na Operação Aletheia, 24ª fase da Operação Lava-Jato de Curitiba“, informou a Lava-Jato.

Com informações de: CB Brasil / EM

Sobre o Autor

Talvez você também goste

EQUIPE DE TRANSIÇÃO COMEÇA A TRABALHAR NA TERÇA-FEIRA

Jair Bolsonaro desembarca com sua equipe em Brasília, na terça-feira 30, para iniciar as conversas para a transição do governo. ele terá um novo esquema de segurança O número de

Destaques 0 Comentários

O DESTINO DE LULA E O PLACAR DO JULGAMENTO DO HC NO STF

A quarta-feira foi um dia de política enquanto entretenimento. No plenário do Supremo houve surpresa, assim como um violento bate-boca. E o episódio terminou com um mistério que se resolve

Notícias

NEGLIGÊNCIA MÉDICA: SARGENTO DA PM DE JACIARA MORRE NO HOSPITAL REGIONAL

Na noite da sexta-feira (28), o sargento da Polícia Militar Juarez Conceição de Matos de 46 anos, morreu no Hospital Regional em Rondonópolis- MT. Ele trabalhava na 7ª Companhia Independente

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta