EMANUEL PINHEIRO E O PONTO DE 1 MILHÃO DE REAIS

EMANUEL PINHEIRO E O PONTO DE 1 MILHÃO DE REAIS

A reforma da estação de ônibus da Praça Alencastro em Cuiabá, que de acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), custou R$ 1,2 milhão, tem causado polêmica em Cuiabá.

Notadamente surgiu uma reação consistente da população contra a obra inaugurada pelo Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. Após a divulgação de imagens do prefeito, ex-deputado estadual, recebendo dinheiro em espécie do assessor de Silval Barbosa, essa pode ser outra situação de ampliação de desgaste do prefeito cuiabano.

Uma obra faraônica e que demonstra o quanto o prefeito Emanuel Pinheiro ouve seus próprios instintos, mas não ouve a população; conhece bem de bastidores da política e, muito pouco de administração pública.

O ponto possui temporizador para que o usuário acompanhe a chegada do ônibus, portas automáticas movidas à energia solar. No local, também haverá um terminal de recarga dos cartões.Essa comodidade tem um preço e a preocupação de Emanuel Pinheiro é “tão grande” que ao mesmo tempo em que oferece com uma mão, retira com a outra.

Ao mesmo tempo em que inaugura a estação de 1 milhão de reais, o prefeito, que se destaca por estar sempre muito bem vestido, terno alinhadíssimo, autorizou um aumento de R$ 0,25 no valor da tarifa de transporte, que passou a ser de R$ 3,85.

Ao que parece, uma recompensa para a qualidade precária da frota de ônibus. Um estudo realizado pela Arsec  apontou que mais da metade dos 400 ônibus coletivos que circulam na capital estão com idade de uso acima da média, além de reclamações de usuários no que se refere à falta de treinamento dos motoristas e falta de ar condicionado em diversos veículos.

É obvio que os usuários do transporte público não merecem  ficar expostos ao sol e à chuva enquanto esperam pelo ônibus.

Porém, segundo o jornalista Onofre Júnior, em entrevista nesta segunda-feira (08), afirmou que Cuiabá possui aproximadamente 2 mil pontos de ônibus e que somente 700 unidades tem algum tipo de cobertura para que os usuários não fiquem expostos ao sol e à chuva.

Contudo, uma pergunta se faz necessária: “por que realizar um investimento tão alto em único ponto, considerando que temos 1300 pontos que não possuem nem uma simples cobertura?”

A falta de informação e preparo do Prefeito Emanuel Pinheiro precisa ser exposta (descoberta); assim como os aproximadamente 1300 pontos de ônibus de Cuiabá.

Gastar uma fortuna em uma única estação e ao mesmo tempo conceder aumento dessa proporção na tarifa é no mínimo achar não ter condições de governar uma cidade ou achar que a população não tem senso de realidade.

O mais curioso é que boa parte dos vereadores de Cuiabá se manifestaram ao lado do Prefeito, muitos compareceram a inauguração do Ponto de Ônibus milionário, além do Deputado Federal, ex-PT, Valtenir Pereira.

Outro ponto curioso nessa história, que reflete a falta de senso de realidade, é o Prefeito afirmar que irá sancionar o projeto de lei que cria o décimo terceiro salário para os vereadores cuiabanos.

Parabéns ao prefeito do ponto de ônibus de 1 milhão de reais que entende muito de como gastar o dinheiro público. Após tantos desgastes e escândalos no ano que passou, Emanuel Pinheiro começa 2018 com pé esquerdo. Afinal é da esquerda que ele gosta.

Por enquanto Marreta Neles!

Compartilhe: