EDINHO PAIVA SE APRESENTA COMO O NOVO E TENTA VIABILIZAR CANDIDATURA A DEPUTADO PELA REGIÃO DE ALTA FLORESTA

EDINHO PAIVA SE APRESENTA COMO O NOVO E TENTA VIABILIZAR CANDIDATURA A DEPUTADO PELA REGIÃO DE ALTA FLORESTA

Com visão política voltada para o setor produtivo, de olho nas novas perspectivas geradas pela expansão da agricultura em larga escala, o empresário Edinho Paiva (PR) tem se apresentado aos eleitores como uma opção para a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso nas eleições deste ano.

Presidente da Executiva Municipal do PR em Alta Floresta e uma espécie de “organizador” da sigla a nível regional, já que desde o final de 2017 assumiu essa incumbência, Paiva tenta viabilizar a sua candidatura se apresentando como novidade. “Vários grupos políticos que não estão contentes com a administração atual de prefeito de Alta Floresta, do deputado da região, estão conosco e já me veem essa possibilidade”, afirmou o empresário.

Segundo Paiva, a ex-prefeita Maria IZaura Dias Alfonso (PDT) é uma das que vai somar com seu projeto político. O jornalista e candidato a prefeito nas eleições passadas pelo Solidariedade, Oliveira Dias é outro de seus apoiadores. Mais recentemente o empresário e pré-candidato a deputado Federal Roberto Dorner, de Sinop, passou a fazer “dobradinha”, o que em tese reforçaria sua provável candidatura à AL. “Trago comigo vários lideranças políticas locais, estarei numa dobradinha política com o candidato a federal Roberto Dorner, empresário também na área do agronegócio, empreendedor, um homem que ajudou a desenvolver Mato Grosso, um homem que acredita em Alta Floresta e acredita na região como uma região rica, uma região polo”, afirmou.

Atualmente, Alta Floresta vive fortes expectativas em torno do agronegócios, com área de cerca de 3 milhões de hectares (na região tendo Alta Floresta como polo) agricultáveis, a região transformou-se numa espécie de “nova fronteira agrícola”. A produtividade das lavouras de soja é um dos atrativos, já que a produção alcança “incríveis” 60/70 sacas por hectare.

Outro ponto que favorece a agricultura local é a ligação das áreas de produção com os portos do estado do Pará (Miritituba e Santarém) com saída pelas MTS 208 e 419 e pela BR 163 rumo ao Pacífico.

“A minha visão política é a que a agricultura, principalmente na região de Alta Floresta, precisa de apoio, a gente vai estar trazendo investidores do agronegócios, com maquinários, implementos agrícola, armazéns, várias fabricas de rações e com essa agricultura chegando vamos poder ter confinamentos em grande escala, criar suínos, aves, piscicultura, enfim, desenvolver o município”, afirmou.

Falando na primeira pessoa, Edinho Paiva reforça que a sua candidatura tem grandes chances de ser consolidada, já que não se trata de um projeto  individual. “O nome de Edinho Paiva agrega várias lideranças políticas, neste sentido da mudança, uma política voltada ao social, voltada à população”, finalizou.

Assessoria

Sobre o Autor

Talvez você também goste

RONDONÓPOLIS

PÁTIO CONFIRMA AYLON ARRUDA COMO VICE

O presidente do Sindicato Rural de Rondonópolis, Aylon Arruda (PSD), passou a terça-feira (15) envolto em reuniões e acertos para sua confirmação como vice na chapa do prefeito Zé Carlos

Notícias 0 Comentários

QUEM É “PAI DA TAXA DO LIXO” EM RONDONÓPOLIS

A Lei nº 12.305 da taxa do Lixo foi criada em 2 de agosto de 2010, pelo então presidente Lula, no ano de 2013, a câmara aprovou lei complementar no

COAF ACUSA ROMÁRIO DE LAVAGEM DE DINHEIRO

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), do Ministério da Fazenda, acusa Romário, senador e pré-candidato ao governo do Rio, de lavagem de dinheiro. Ele usou uma conta no

0 Comentários

Nenhum comentário ainda!

Você pode ser o primeiro a comente este post!

Deixa uma resposta