Ser pai é ser herói na infância, exemplo na adolescência e amigo na idade adulta.

Ser pai é ser herói na infância, exemplo na adolescência e amigo na idade adulta.

É dia dos pais comemores!

Segundo um artigo de 2010, da Associação Americana de Psicologiaas memórias de uma relação calorosa com o pai durante a infância estão diretamente relacionadas com a capacidade para enfrentar o estresse do dia a dia. Como mostra essa investigação, o pai desempenha um papel fundamental na saúde mental dos seus filhos, e isso é visível na idade adulta. Os homens que relataram ter mantido uma boa relação com o pai durante a infância tendem a ser menos impulsivos na forma como reagem aos eventos estressantes do dia a dia.

Esse estudo pode ser um exemplo de que a influência positiva ou negativa do pai nem sempre é tão óbvia. É claro que nem todos os impulsivos assim o são por causa de seu relacionamento com o pai. Mas é uma possibilidade. O pai pode fazer maravilhas e também pode fazer grandes estragos. Tanto com sua presença quanto com sua ausência. Mas isso também acontece com a figura materna. Dependerá da maneira como cada um entender e se dedicar ao seu papel.

No site Pediatria em Foco, tem uma análise interessante sobre o papel do pai na vida de uma criança. O autor faz uma breve análise da importância do pai desde os primeiros meses, mesmo que nesse tempo seja a mãe que ocupe a figura protagonista do ponto de vista do bebê. “A partir do primeiro ano de vida, o pai começa a aparecer mais. Ele representa a responsabilidade. É o contato com a realidade. O pai que ama os filhos não é somente aquele que manda, mas aquele de quem a criança tem orgulho e com quem quer se parecer. Essa admiração é o elemento de masculinidade que o pai transmite. Encontrar-se com o pai significará não somente poder separar-se da mãe, mas também encontrar uma fonte de identificação masculina, imprescindível tanto para a menina como para o varão. Isso porque a condição bissexual da psique humana (o que Jung chamava de animusnas mulheres e anima nos homens) torna necessário o casal “pai” e “mãe” para que se consiga um desenvolvimento normal da personalidade.”

O ideal? O ideal, é um pai consciente de suas possibilidades, de suas limitações, mas que não se esquiva de sua responsabilidade quando acha que pode não dar conta. Enfrenta o “tranco”. Mostra coragem, vai à luta contra suas más inclinações, contra seus defeitos. Escorrega de vez em quando e não tem vergonha de, nessa hora, estender a mão na direção da mulher e pedir-lhe ajuda. Age dessa maneira até sem saber que, assim, mostra uma grandeza imensa diante dos filhos que o observam. Esses pais, que existem sim, também merecem aplausos. Pois vão contra a maré da sociedade light. São ativos, são dotados de uma humanidade linda.

No Brasil,o dia dos pais é festejada desde 1953, quando o publicitário Silvio Bhering importou a ideia. O primeiro Dia dos Pais brasileiro foi comemorado no dia 14 de agosto, coincidindo com o aniversário de São Joaquim, considerado o patriarca da família. Desde então, oficializou-se homenagear os pais no segundo domingo de agosto.

Redação

Compartilhe:

Sobre o Autor

Talvez você também goste

Variedades / Entretenimento 0 Comentários

Oscar 2020: “A Vida Invisível” Representará o Brasil e conta o drama de duas irmãs em 1950

Por Larissa Lago Nesta quinta-feira (21), estreia nos cinemas de todo o Brasil “A Vida Invisível”. O filme é um dos mais aguardados do ano e foi o escolhido pela

Variedades / Entretenimento 0 Comentários

FESTRILHA 2017: FESTIVAL DE QUADRILHA RONDONÓPOLIS ABRIRÁ OS FESTEJOS JUNINOS

Rondonópolis se prepara para receber nos dias 27 e 28 de maio, a 1ª etapa Festival de Quadrilhas do Vale do Araguaia (Festrilha) 2017. O evento é promovido pela Federação

RONDONÓPOLIS 0 Comentários

MC LIVINHO “SUPER SHOW” EM RONDONÓPOLIS DIA 1ºDE ABRIL

Oliver Santos, o MC Livinho, Funkeiro de enorme sucesso em todo o pais fara apresentação em Rondonópolis no dia 1 de abril as suas músicas estão entre as mais tocadas