E AGORA, WILSON SANTOS? RENUNCIARÁ QUANDO?

E AGORA, WILSON SANTOS? RENUNCIARÁ QUANDO?

Malouf afirma à justiça que governador Pedro Taques é o 'sultão' do esquema na Seduc.

Tenha sempre em mente que, ao entrar em uma aposta, coisas horríveis podem acontecer. A honra é adquirida por mérito e a competição para obtê-la está relacionada às atitudes que tomamos no decorrer da vida.

Quando uma aposta é feita, é preciso entender que se coloca em xeque o caráter do indivíduo, perdendo ou vencendo, deverá cumprir o compromisso.

Na terça-feira (10), em sessão, na assembleia legislativa, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB), desafiou e apostou renunciar ao mandato se alguma denúncia de corrupção fosse comprovada contra o governador Pedro Taques (PSDB).

Houve um grande debate entre ele e a deputada estadual Janaína Riva (PMDB).Embora, a deputada Riva tenha dado um puxão de orelha em Wilson Santos, a aposta foi sugerida pelo tucano.

Bem, ao que parece, às coisas não vão muito bem para o “ trator cuiabano” como é conhecido o Wilson Santos.Em depoimento à justiça sobre a Operação Rêmora, deflagrada em maio de 2016, o empresário Alan Malouf afirmou que governador Pedro Taques (PSDB) teria sido o principal beneficiário no esquema de corrupção na Secretaria da Educação do Estado.

As afirmações constam na apelação final da defesa que foi protocolada no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) na semana passada.

Em depoimento, o ex-coordenador financeiro da campanha eleitoral do atual governador, apontou que Taques seria o “Sultão” no esquema de corrupção descoberto pela Operação Rêmora.

Allan Malouf afirma que o governador o teria procurado para que ajudasse em sua campanha de 2014 e que “teria perguntado se ele tinha interesse em assumir algum cargo no Executivo”. Porém, o empresário disse que não tinha interesse em participar do governo. O empresário teria “investido” cerca de R$ 10 milhões “não contabilizados” na campanha, o que pode configurar Caixa 2.

A pergunta que fazemos ao “trator cuiabano” Wilson Santos é, caso seja comprovada na justiça as alegações feitas pelo empresário Allan Malouf, Wilson Santos terá coragem de cumprir sua parte na aposta? Ou foi mais uma das “gracinhas” de Wilson Santos que não se pode escrever?

Melhor que assim o faça e cumpra sua palavra.

 

 

Redação com informações Gazeta Digital

Compartilhe: